“Para quem quer estar no topo, como queremos, não podemos oscilar assim de uma parte para a outra” – Miguel Valença (treinador do BM)

1147
Beira-Mar - Oliveira do Douro.
Dreamweb 728×90 – Video I

No início do jogo da estreia perante os seus adeptos na corrente época, o Beira-Mar prometeu muito, chegando com alguma facilidade à vantagem de golos ao intervalo e sem permitir ao Oliveira do Douro reação a merecer referência.

Na segunda parte, a equipa da casa perdeu ‘o norte’, consentido um golo com culpas próprias e mérito para o ‘faro’ do avançado visitante, e só o apito final pôs fim à incerteza do resultado (2-1), apesar do relativo controlo do ‘rumo dos acontecimentos’ por parte dos locais que continuam 100 % vitoriosos na caminhada.

Artigo relacionado

Futebol / CdP: Beira-Mar complicou vitória que esteve bem encaminhada frente ao Oliveira do Douro (2-1)

O treinador aurinegro deu nota “excelente” à primeira parte, destacando que a equipa pôs em prática o plano de jogo delineado com os passos para tentar “ferir o adversário”. Conseguiu fazer “dois belos golos e ter mais quatro, cinco oportunidades” e, ainda, “o controlo do jogo”.

A segunda parte trouxe o ‘reverso da medalha.’ “Depois ao intervalo, não contou o que eu disse, saiu tudo ao contrário”, admitiu Miguel Valença. Uma entrada “algo apática” com o “infortúnio” defensivo que permitiu ao adversário ainda ter uma palavra a dizer no jogo. Seguiu-se uma fase difícil para o Beira-Mar. “Bloqueámos durante 20 minutos, estive para mexer mais cedo. Só após as substituições melhorámos e chegámos a zona de finalização para criar perigo”, referiu o ‘mister’.

Ainda assim, o técnico considerou o resultado “mais do que justo, pelo caudal ofensivo da primeira parte e mesmo pela segunda parte, pois em sobressalto não permitimos ao adversário criar perigo, apenas houve um remate que o Luís defendeu bem”.

O treinador espera que a equipa aprenda com os erros. “Para quem quer estar no topo, como queremos, não podemos oscilar assim de uma parte para a outra. Já na semana passada entrámos mal, com um jogador a mais. Mas pronto, valeu pelo sacrifício, entreajuda no grupo e mais três pontos, que é o principal”.

A terminar Miguel Valença fez algumas ressalvas atenuantes no balanço da parte: “Ainda estamos no início da competição. Jogámos a primeira vez em casa, onde temos dois treinos em sete semanas. Acabámos por sentir dificuldades normais. A ansiedade ? Também é normal, queríamos entrar bem perante os nossos adeptos, para ter ainda mais apoio deles. Nesta fase é normal. Vamos melhorar isso, faz parte do processo. Com mais confiança, mais trabalho neste estádio vai permitir melhorar. O passado do Beira-Mar nos jogos em casa é de assustar”, recordou.

Na próxima semana, o Beira-Mar desloca-se a Marco de Canaveses, para defrontar outra equipa promovida dos distritais do Porto e que também ainda não venceu. Este domingo, o Marco 09 empatou 1-1 em Valadares e na abertura perdeu no seu reduto com o Amarante pela margem mínima. O jogo em Gaia ficou marcado pela grave lesão sofrida pelo treinador da equipa marcoense. Bock foi atingido inadvertidamente junto ao banco por dois jogadores da sua equipa envolvidos na disputa de um lance, fraturando-lhe uma perna (ler mais em O Jogo).

Discurso direto

“Foi um excelente jogo. Entrámos a tentar perceber o que ia ser o Beira-Mar, apesar de termos alguma informação, que teve algum ascendente. Mesmo assim, estivemos organizados. O golo em cima do intervalo obrigou a repensar a estratégia. Na segunda parte, entrámos muito bem, num lance que mostra bem o que é a nossa equipa, que é lutar sempre até ao fim. Conseguimos colocar o Beira-Mar a defender no seu campo. Só na parte final, o adversário criou perigo. Antes, criámos uma oportunidade que poderia ter dado o empate, que seria o mais justo. Vamos continuar a ser uma equipa lutadora, que quer jogar sem temer ninguém” – Francisco Araújo, treinador adjunto do Oliveira do Douro.

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.