Ovar: Projeto de Associação e autarquia selecionado para prevenção de lixo marinho

1012
Pesca na praia do Furadouro (foto em etcetaljornal.pt).
Smartfire 728×90 – 1

O projeto “Fishing the Plastic – (H)À Pesca (N)Do Plástico”, que é dinamizado pela Associação Business as Nature em parceria com o município de Ovar, figura as ações de “Prevenção e sensibilização para a redução do lixo marinho” apoiadas, no total, com um milhão de euros de financiamento no âmbito do programa europeu EEA Grants Ambiente.

A apresentação das propostas selecionadas decorreu esta tarde no terminal de cruzeiros do Porto de Leixões com a presença do Ministro do Ambiente e da Ação Climática, João Pedro Matos Fernandes.

Cada um dos seis projetos selecionados receberá, no máximo, 200.000 euros, com o sexto classificado a receber 159.755 euros, representando entre 75% e 90% do total de investimento previsto.

O projeto “Fishing the Plastic – (H)À Pesca (N)Do Plástico”, que conta com o envolvimento do município vareiro, pretende contribuir para a redução do lixo marinho plástico, em especial o de uso único, “através do envolvimento da comunidade piscatória na sua recolha e encaminhamento para upcycling” (técnicas de reaproveitamento).

De acordo com os promotores, “serão desenvolvidas ações de sensibilização criativas e inovadoras, especialmente dirigidas aos principais grupos com relação com o mar: restaurantes e bares de praia, comunidades piscatórias, crianças e jovens em idade escolar, associações profissionais, desportivas, recreativas e de lazer associadas à pesca e ao mar”.

Discurso direto

“Sublinho o compromisso da comunidade vareira e da Câmara Municipal de Ovar neste desiderato de redução da poluição. Já sabemos que se tratam de problemas globais, mas que só poderão ser resolvidos a partir da ação local. E nós queremos dar o exemplo, trabalhando no terreno, na certeza de que podermos atingir a famigerada neutralidade carbónica o mais rápido possível. O nosso é um projeto meritório” – Salvador Malheiro, presidente da Câmara Municipal de Ovar.

Os projetos, que têm uma duração de cerca de 18 meses, são dinamizados por municípios, organizações não governamentais e entidades intermunicipais gestoras de resíduos em consórcios com universidades, fundações e associações setoriais.

O EEA Grants Ambiente (Programa Ambiente, Alterações Climáticas e Economia de Baixo Carbono) tem uma dotação total de aproximadamente 28 milhões de euros, tendo sido criado na sequência da assinatura do memorando de entendimento entre Portugal, Noruega, Islândia e Liechtenstein sendo aplicado no âmbito do ‘Mecanismo Financeiro do Espaço Económico Europeu 2014-2021’ nas áreas programáticas de ambiente e ecossistemas, mitigação e adaptação às alterações climáticas [mais informações].

Artigo relacionado

“Uso de bens descartáveis é o problema ambiental mais agudo” da pandemia, alerta ministro 

Publicidade, Serviços & Donativos