Ovar: Câmara aprova redução do IMI para 0,35 % e abdica de derrama

1494
Praça da República, Ovar.
Smartfire 728×90 – 1

A Câmara de Ovar anunciou hoje uma “redução histórica dos Impostos Municipais” no concelho.

A maioria PSD liderada por Salvador Malheiro decidiu hoje em reunião de executivo abdicar da taxa de derrama e voltar a reduzir a taxa de IMI de 0,37 para 0,35%.

A proposta que seguiu para a Assembleia Municipal prevê para 2021 uma nova redução também na participação do IRS fixada em 2%, menos 1 % que em 2020 ( abdicando de três pontos percentuais da parte que cabe à autarquia) e a manutenção da Taxa Municipal de Direitos de Passagem (TMDP).

A Câmara diz que está a “antecipar medidas de mitigação dos impactos nocivos da crise decorrente da pandemia” para “manter a necessária coesão e justiça social, bem como prever a recuperação e robustecimento do tecido económico”.

Discurso direto

“A situação financeira estável e com excelentes indicadores financeiros da autarquia permite-nos avançar com esta redução histórica no nosso município e a qual não porá em causa o trabalho em desenvolvimento, nomeadamente as principais obras municipais e os apoios sociais. Tratam-se de medidas que visam, por um lado, fixar o tecido empresarial e combater o desemprego, atentas as dificuldades sentidas pelas nossas empresas, sobretudo neste período de crise pandémica. Os biliões, que chegarão da Europa para financiar o Plano de Recuperação Económica de Portugal, não se prevê quando, como e qual o impacto efetivo que terão. Por outro lado, é nossa preocupação reduzir a carga fiscal que incide sobre as pessoas e as famílias, potenciando a sua qualidade de vida” – Salvador Malheiro, presidente da Câmara.

Comunicado sobre a aprovação dos impostos locais em Ovar

Publicidade, Serviços & Donativos