Os Sapadores Florestais são os verdadeiros guardiões da nossa floresta!

4632
Sapadores Florestais.

Os Sapadores Florestais são a única força que defende a Floresta o ano inteiro, seja em ações de silvicultura preventiva, seja nas ações de combate e rescaldo a incêndios florestais.

Os SF são, de todos os Agentes da Proteção Civil, aqueles que auferem o menor salário, 635€ por mês, que corresponde ao ordenado mínimo nacional o que nos parece de todo, muito insuficiente para estes trabalhadores que trabalham o ano todo, faça frio, chuva ou sol.

Arriscam a vida por salários de miséria!

Várias Equipas e Brigadas de Sapadores Florestais têm-nos feito chegar a sua preocupação face à inexistência de planos de contingência sobre o COVID-19 ou quando existem, apenas vigora em papel. Falta material desinfetante para uso pessoal (como gel ou sabão), bem como para as carrinhas onde todos os dias o espaço é partilhado por 5 ou 4 homens sendo que, em muitos casos, existem pessoas que fazem parte do grupo de risco. Por sua vez o distanciamento social imposto pela Direção Geral de Saúde é no caso dos Sapadores Florestais uma medida que não esta a ser aplicada.

Os direitos laborais não se suspendem face ao Decreto de Estado de Emergência e ninguém é obrigado a alterar a data das férias ou a gozar férias neste período, assim como não pode haver despedimentos, com o argumento, principalmente das Associações Florestais, da crise que atravessamos.

Se a entidade empregadora parar a atividade como já está a acontecer, aplica-se a Lei geral em vigor, em que os trabalhadores terão direito a dois terços da remuneração até um limite de 1905 euros brutos, não sendo possível receberem menos do que os 635 euros de salário mínimo.

Bem sabemos que o momento é difícil e requer da nossa parte enquanto Agentes de Proteção Civil um total empenho, esforço e resposta, na realização das nossas tarefas, dentro das nossas competências e na defesa e salvaguarda da população em geral.

Todos os Agentes da Proteção Civil merecem respeito e os Sapadores Florestais, de quem nem se fala, entendem que estão a ser marginalizados.

O SNPC-Sindicato Nacional da Proteção Civil, não aceita nem nunca aceitará, marginalizações de qualquer Agente da Proteção Civil, sejam eles quais fores.

Este é o momento de Unidade Nacional, estamos juntos na guerra contra o Covid-19, temos respondido responsavelmente a novos trabalhos e a novos desafios, por isso, exigimos respeito.

SNPC – Sindicato Nacional da Proteção Civil

Publicidade, Serviços & Donativos