Ordem dos Médicos pede reforço de pessoal na urgência hospitalar de Aveiro

314
Urgências do Hospital de Aveiro.
Dreamweb 728×90 – Video I

A Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos (SRCOM) exige que Ministério da Saúde “corrija imediatamente” uma “falha grave na atribuição de vagas” para especialistas no Hospital de Aveiro.

Os médicos receberam “com enorme surpresa e deceção” a atribuição de apenas nove vagas” para o Centro Hospitalar do Baixo Vouga (CHBV).

“Um valor ínfimo em comparação com as vagas que foram atribuídas a outros hospitais e completamente desadequado face às necessidades deste distrito que tem cerca de 370 mil habitantes e profundas dificuldades ao nível dos recursos humanos”, alerta um comunicado.

O Ministério da Saúde publicou o mapa de vagas dos recém especialistas “apesar de ainda não definir um dos aspetos mais importantes que é a data de colocação destes profissionais de saúde”, alerta a SRCOM.

Além disso, a tutela revela “total desconhecimento da realidade local e ignora por completo as enormes dificuldades sentidas no Hospital de Aveiro, o caos que se sente nas urgências e as dificuldades nos serviços de internamento”.

“Não existe nenhuma explicação para se atribuir somente 9 vagas a um Centro Hospitalar que precisa de pelo menos cinco vezes  mais vagas para dar resposta às necessidades dos doentes deste distrito. De uma assentada, o Ministério apaga do mapa da Saúde este importante hospital”, afirma Carlos Cortes, presidente da SRCOM, citado no comunicado.

O Ministério da Saúde é chamado “a corrigir imediatamente” aquilo que os médicos consideram “um erro grave” já que o hospital de Aveiro precisa de clínicos para urgência (“uma das mais carenciadas da região Centro”)