Open Banking em Portugal: pagamentos mais simples

1289
Foto em https://www.pexels.com.

A busca por soluções mais rápidas, eficientes e baratas chegou à indústria dos pagamentos online. Os consumidores são hoje mais conhecedores e estão mais exigentes. Compete às lojas online procurarem as melhores opções, para que consiga diferenciar-se e impor-se num contexto bastante competitivo.

A esse respeito, assistimos hoje ao surgimento de soluções de Open Banking em Portugal. Este é um termo ainda desconhecido de muitos portugueses, mas que representa uma verdadeira revolução na indústria financeira moderna.

O Open banking é a prática de os bancos partilhar um conjunto de informações financeiras com entidades terceiras, prestadoras de serviços regulados. A partilha destes dados é feita através de interfaces de seguros, designados por API.

Para os consumidores, o Open Banking representa o acesso a melhores serviços financeiros. Este conceito permite que novas empresas surjam no mercado, oferecendo serviços inovadores. Podemos mesmo afirmar que o Open Banking é um dos principais pilares de muitas das empresas fintech de nova geração.

Redução das taxas de transação

Enquanto consumidores não temos por hábito pensar em tudo o que está envolvido nas transações que fazemos. Por incrível que pareça, em cada transação realizada com recurso a um cartão de crédito podem estar envolvidas até 15 taxas diferentes que contribuem para encarecer o preço do produto ou do serviço.

Por forma a reduzir o impacto dessas taxas na sua operação, alguns comerciantes acabam por tomar decisões difíceis, que até podem causar desagrado nos seus potenciais clientes. Por exemplo, muitas lojas optam por não aceitar pagamentos realizados com cartão, enquanto outras definem valores mínimos para este tipo de operação, ou até cobram taxas extra.

O Open Banking possibilita que se realizem pagamentos diretos, de conta para conta. Ou seja, em termos práticos, os compradores estão a pagar os bens e os serviços diretamente da sua conta e não utilizando o cartão.

Este conceito permite que um consumidor associe a sua conta bancária numa determinada aplicação, ou até numa loja online da sua preferência, podendo a partir de aí realizar pagamentos imediatos apenas com um clique.

Assim, é possível fazer compras na Internet eliminando todos os constrangimentos provocados pelas taxas de processamento associadas a cartões. Como resultado final, tanto os comerciantes quanto os consumidores saem beneficiados.

Os consumidores beneficiam de uma forma de pagamento segura, simples e transparente, quanto os comerciantes deixam de ter que suportar as elevadas taxas de processamento, conseguindo assim oferecer preços mais competitivos. Face tudo a isto, o surgimento de novas opções de Open Banking em Portugal é positivo para todas as partes.

Publicidade, serviços e donativos

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços em NotíciasdeAveiro.pt.

Aceder a plataforma online.

O Notícias de Aveiro tem canais próprios para informação não jornalística como é o caso deste artigo »» ler estatuto editorial.