“O rio vai à Escola” prepara visitas pela CIRA

390
Programa “O Rio vai à Escola”.
Smartfire 728×90 – 1

O programa “O rio vai à Escola”, uma iniciativa enquadrada no projeto ‘Life Águeda’, irá percorrer concelhos da Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro (CIRA) até 2022.

A iniciativa, que serve para “alertar para a problemática da preservação dos recursos hídricos”, envolve como parceiro o Fluviário de Mora.

Cerca de 84 crianças e jovens das escolas do concelho aguedense já assistiram às sessões de sensibilização e educação para a sustentabilidade desenvolvidas no âmbito do projeto ‘Life Águeda’. As próximas estão agendadas para os dias 13 de maio e 5 de junho.

Segundo um comunicado da autarquia, duas turmas do 5.º ano do Agrupamento de escolas de Valongo do Vouga e duas turmas do 8.º ano da Escola Secundária Marques de Castilho tiveram oportunidade de realizar “um conjunto de atividades relacionadas com a temática do rio e os habitats ribeirinhos, promovidas pelos técnicos presentes e que conseguiram despertar a curiosidade, trazer novos conhecimentos e desafios junto dos participantes.”

Conservação e gestão para peixes migradores

O projeto ‘Life Águeda’ inclui ações de conservação e gestão para peixes migradores na bacia hidrográfica do Vouga, eliminação de obstáculos ao continuum fluvial do rio Águeda e Alfusqueiro, recuperação e restauro dos habitats ripícolas necessários para a preservação e promoção das populações de peixes migradores nestas linhas de água.

As intervenções, a par com outras na área da gestão ripícola e da pesca, envolvem um investimento global de cerca de três milhões de euros.

A zona é muito rica em ictiofauna autóctone, de que são exemplos, entre outros, o sável e a lampreia-marinha, “espécies que apresentam um elevado valor socioeconómico e conservacionista”.