O farmacêutico comunitário

588
Farmacêutica.
Dreamweb 728×90 – Video I

Para além dos cuidados de saúde, o farmacêutico assume também outros papéis importantes a nível hospitalar, na indústria farmacêutica e na área das análises clínicas.

Por Andreia Palma *

O farmacêutico comunitário tem um papel social que ultrapassa a sua profissão, destacando-se enquanto prestador de cuidados de saúde primários. É o profissional de saúde mais próximo e presente na vida da população e, por isso, é, muitas vezes, a quem os utentes recorrem em primeiro lugar quando detetam um problema de saúde. Ou quando necessitam de esclarecer uma dúvida sobre a correta utilização dos medicamentos. Outra mais valia é que as farmácias estão disponíveis 24 horas por dia.

Assim, diariamente, e independentemente do motivo ou necessidade, todos sabemos que podemos recorrer ao farmacêutico que, heroicamente, serve a população e está sempre disponível nas farmácias comunitárias.  O relacionamento direto entre o utente e o farmacêutico comunitário, quer por via do atendimento ou do acompanhamento da doença, é relevador da importância destes profissionais na vida da população.

O farmacêutico é um verdadeiro agente de saúde pública, não só por via do aconselhamento farmacoterapêutico, que faz ao balcão da farmácia ou mesmo em gabinete, como também quando acompanha e intervém junto de utentes com doenças crónicas por controlar. Para além das consultas farmacêuticas e de fornecer toda a informação relacionada com os medicamentos e o seu uso adequado e responsável, o farmacêutico pode também prestar serviços diferenciadores como a preparação individualizada da medicação ou a administração de vacinas e de medicamentos injetáveis.

Existe ainda uma outra razão pela qual milhares de portugueses visitam diariamente a farmácia: a avaliação de parâmetros bioquímicos. Controlar parâmetros como a glicemia (açúcar no sangue), pressão arterial ou colesterol é extremamente importante para identificar e diagnosticar precocemente doenças e problemas de saúde. A cada visita, o farmacêutico acaba também por ter uma intervenção enquanto promotor de saúde, já que elucida e incentiva os utentes para a adoção de hábitos saudáveis, num registo personalizado, de acordo com a sua situação clínica.

Para além dos cuidados de saúde, o farmacêutico assume também outros papéis importantes a nível hospitalar, na indústria farmacêutica e na área das análises clínicas.  Nos últimos anos, a pandemia da Covid-19 veio confirmar a relevância deste profissional de saúde na vida da comunidade. Para além da palavra amiga e de conforto, ajudou a fazer a diferença através da dispensa de medicamentos e da prestação de cuidados e serviços de saúde. Mais do que nunca, fala-se na relevância da multidisciplinariedade na prestação dos cuidados de saúde, um lugar que o farmacêutico ocupa com dedicação e profissionalismo. Sempre presente, o farmacêutico assegura que o medicamento certo é dado à pessoa certa, da forma correta, na dose certa, e na hora certa.

No dia 26 de setembro celebra-se o Dia Nacional do Farmacêutico. Nas Farmácias Holon este dia será assinalado trabalhando continuamente na prestação de serviços e cuidados de saúde altamente qualificados, diferenciadores e totalmente focados nos utentes. Vamos continuar a consolidar uma relação de confiança e proximidade com a nossa comunidade, consigo! Este é o contributo dos farmacêuticos para que a população tenha uma melhor qualidade de vida, promovendo a melhoria do seu bem-estar.

* Farmacêutica. Artigo a pretexto do Dia do Farmacêutico (26 de setembro).

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.