Nós da A17 em Vagos passam a ter iluminação pública

322
Imagem cedida pela Câmara de Vagos.

A Câmara de Vagos e a Ascendi estabeleceram um protocolo de cooperação que permitirá a iluminação dos nós de ligação à A17 de Soza/Vagos e de Santo André.

O acordo vai ao encontro das “necessidades da população”, refere a edilidade vaguense.

As vias dão acesso ao tecido urbano e industrial de Vagos (Zona Industrial de Vagos e Parque Empresarial de Soza).

“Em termos de despesa para a Câmara Municipal de Vagos, esta apenas suportará os custos inerentes à iluminação pública da segunda rotunda exterior (rotunda de acesso ao campo de futebol do Sosense) e terceira rotunda exterior (rotunda da Abóbora, de ligação a Soza) ao Nó de Vagos, estimada em aproximadamente 2500€/ano (valor sem IVA)”, refere um comunicado.

Ainda por Vagos, a autarquia informa que a EDP Distribuição está a instalar uma nova rede em média tensão, que permite colocar um posto de transformação no centro da Vila.

“Este novo PT irá servir para alimentar novas cargas que sejam necessárias, para além de permitir a ligação do futuro posto de carregamento rápido para viaturas elétricas, a instalar no estacionamento junto ao tribunal, assim como alimentar o novo Edifício do Palacete Visconde de Valdemouro”, explica um comunicado.

Os trabalhos relacionados com a instalação devem prolongar-se, previsivelmente, até Fevereiro.

Publicidade, Serviços & Donativos