Nó da Avenida da Universidade / Novo acesso ao Parque da Cidade de Aveiro

2065
Paços de Concelho, Aveiro.

No âmbito da adjudicação, por despacho do Presidente da CMA, da empreitada de reformulação do nó da Avenida da Universidade (ISCA – UA) para construção da nova rotunda à empresa Urbiplantec – Urbanizações e Terraplanagens Lda. pelo valor de 228.000€ (+IVA), torna-se essencial, à referida obra, a ocupação de uma parcela de terreno, com a área de 172m2, pertencente à empresa Nível Dois, Sociedade de Empreendimentos Mobiliários, Lda.

Tendo os proprietários do terreno em causa concordado com a cedência da referida parcela, o Executivo Municipal deliberou aprovar a ocupação da parcela, para integração na nova rotunda, que vai obrigar á demolição do muro presente e limpeza do espaço.
Como contrapartida, a Câmara Municipal de Aveiro compromete-se com os proprietários a reconstruir o muro para vedação da restante área da empresa, e a construir um novo passeio e ciclovia, na área de cedência e respetiva via pública.

Na mesma reunião o Executivo Municipal ratificou o despacho do Presidente, que vai permitir os desenvolvimentos dos procedimentos necessários para a construção da infraestrutura rodoviária.

Sublinhamos que esta obra de qualificação da rede viária é de enorme importância, dada necessidade de melhoria das condições de segurança para o peão, ciclista e automobilista, no cruzamento semaforizado existente na Avenida da Universidade com a Rua Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Aveiro, junto ao ISCA-UA.

Após um rigoroso e profícuo trabalho entre a CMA e a UA, foi possível compatibilizar o projeto desta nova Rotunda com a sua função de nova entrada e saída do Campus da UA, acordando a CMA e a UA outras intervenções agregadas a esta que serão anunciadas oportunamente.

A presente intervenção integra o PEDUCA, cujo principal objetivo é o de executar um conjunto de operações que, entre outros objetivos pretendem melhorar o ambiente urbano e garantir a coesão social.

O Executivo Municipal deliberou ratificar o despacho do Presidente da CMA, que permite a modificação objetiva do contrato de qualificação urbanística e tratamento do passivo ambiental da área dos antigos armazéns e criação do novo acesso ao Parque da Cidade de Aveiro, executando apenas nesta fase a demolição e a construção do parque de estacionamento.

No âmbito do programa de requalificação urbana, previsto para aquela zona, a CMA desenvolveu um projeto de arquitetura que prevê a execução de um parque de estacionamento (de uso gratuito) e um novo acesso ao Parque da Cidade de Aveiro (na zona do Parque Infante D. Pedro). A empreitada, adjudicada em janeiro à empresa Urbiplantec – Urbanizações e Terraplanagens, Lda., pelo valor de 154.000€ (+ IVA), pretendia reforçar a estrutura ecológica, aumentando a mancha vegetal do Parque, permitindo ajustar alguns percursos e reorganizar a área circundante, com especial incidência para a entrada poente do Parque Infante D. Pedro, apresentando-se bem definida e estendida até aos passeios públicos.

Acontece, no entanto, que pelo facto de ainda se encontrar em funcionamento o Estádio Mário Duarte e o novo acesso ter de ser conciliado com o projeto dos novos edifícios de Consulta Externa e Centro Académico Clínico, a construir no âmbito da operação de qualificação e ampliação do Hospital Infante D. Pedro (CHBV), a sua execução das componentes referidas no parágrafo anterior não pode ser executada, e motiva esta alteração ao contrato.

Neste momento, decorre a bom ritmo a demolição dos antigos armazéns da CMA, onde vai nascer de forma provisória o novo parque de estacionamento. Com esta operação de demolição está a ser promovida a limpeza do espaço (de onde foram já retiradas várias dezenas de toneladas de resíduos e de telhas com amianto).

Câmara de Aveiro