“Necessitamos de uma convergência de esforços para a divulgação de S. Jacinto”

229
Dreamweb 728×90 – Video I

O presidente da Junta coloca uma marina entre as principais carências de São Jacinto, equipamento que poderia alavancar a náutica e a pesca lúdica.

António Aguiar, a cumprir o primeiro mandato, fez um retrato da atividade autárquica na única praia de mar do concelho de Aveiro.

Como perspetiva para a pesca lúdica a abertura do estradão do molhe Norte ?
A abertura do estradão do molhe Norte é uma mais valia no sentido de facilitar a circulação tanto a residentes como visitantes.

S. Jacinto tem a praia de mar e a Ria, o Carsurf, o campo escola escutista, a Reserva com melhoramentos em curso, o turismo militar, um complexo desportivo com piscina. O que falta para entrar no roteiro dos turistas ?
Necessitamos de uma convergência de esforços para uma maior e melhor divulgação da Freguesia de S. Jacinto. Sim, tem havido um aumento de visitantes.

Quais têm sido as suas maiores preocupações na Junta ?
A maior preocupação assenta na satisfação da população de S. Jacinto com uma proximidade constante junto de cada um, e de todos. Destaco o apoio aos medicamentos; semana do idoso; melhoramentos e reconstrução de passeios; parque infantil; apoio às instituições locais e associações.

Que balanço faz da concessão Aveirobus nos transportes fluviais ?
Daquilo que constato há algum descontentamento da população residente relativamente aos horários e tarifário. Houve melhoria relativamente à limpeza do ferry e lancha e ainda aos cuidados de segurança dos passageiros, na minha opinião.

O aproveitamento da baía de S. Jacinto para apoio à náutica seria importante ?
Sim, com a construção da marina.

S. Jacinto tem uma praia capaz de entrar na rota das mais procuradas ?
Cumpre os requisitos de qualidade ambiental, segurança, bem estar, infra estruturas de apoio, informação aos utentes e sensibilização ambiental, o que faz com que lhe seja atribuída a Bandeira Azul, a hastear dia 16 de junho.