“Não queremos entrar numa espiral negativa” – Ricardo Maia, treinador do Beira-Mar

844
Ricardo Maia, treinador do Beira-Mar.
Smartfire 728×90 – 1

Saíram mais sorridentes os salgueiristas no reencontro de históricos do futebol português quando jogavam na ‘alta roda’.

O Beira-Mar foi derrotado pela segunda vez seguida. Basto um golo apontado de grande penalidade numa tarde em que faltou eficácia aos aurinegros e viu, ainda, o guardião da casa fazer uma boa exibição.

Os locais também tiveram as suas oportunidades, valendo aos visitantes, igualmente, a atenção do seu guarda-redes.

Duas equipas que entraram em igualdade pontual e agora seguem em posições diferentes.

Artigo relacionado

Futebol / CdP: Salgueiros vence BM (1-0) com golo de penálti

O treinador do Beira-Mar admitiu que as duas formações equivaleram-se mas considerou o desfecho injusto para o desempenho dos seus jogadores.

“A primeira parte foi equilibrada, num momento em que tínhamos mais algum a pressão sofremos o golo de grande penalidade. Ao intervalo, sabíamos que era possível a remontada”, afirmou Ricardo Maia nas declarações após a partida prestadas à reportagem da Rádio Terranova.

Para o técnico, a resposta foi a esperada, ainda que tenham faltado golos, muito por culpa de quem estava na baliza adversária. “A segunda parte foi de muito bom nível, o guarda-redes do Salgueiros, porventura, foi o melhor em campo. Mas o futebol é eficácia, a nota artística, o volume ou gestão da posse conta pouco”, referiu.

No final, ficou o sentimento que o Beira-Mar poderia ter trazido pontos. “Sentimos que não merecíamos esta derrota e justificámos outro resultado, mas não fomos competentes”, condescendeu Ricardo Maia para quem “pior seria sair daqui a duvidar de nos próprios, com fraca atitude competitiva, com um mau jogo”, em resumo.

“Ainda assim, os jogadores esforçaram-se ao máximo para outro resultado, não fomos felizes. Não é normal ter ineficácia ofensiva, mas queremos quanto mais depressa voltar a sorrir. Não queremos entrar numa espiral negativa”, acrescentou.

Por isso, o treinador pretende já no sábado, na receção ao Gondomar, voltar às vitórias. “Uma boa equipa, num campeonato todo ele nivelado”, alertou.

O lateral direito Carlitos, que saiu com um corte na cabeça, teve ser observado no hospital, aguardando-se pelo ponto da situação clínica.

Discurso direto

“O Beira-Mar tem uma grande equipa, recheada de valores individuais, tal como nós. Tem o dobro do nosso orçamento, reduzimos em 50% o que era
Foi um jogo equilibrado. A partir da vantagem, assistimos a uma reação natural do Beira-Mar, que levou-nos para trás. Muito mérito do adversário. Andou à procura de outro resultado, mas conseguimos fechar a nossa baliza. Vi duas defesas do nosso guarda-redes e uma à figura. Não acho que o Beira-Mar tenha criado muitas situações, conseguiu algum volume ofensivo.mas tivemos o jogo mais ou menos controlado. O Beira-Mar fez muitos cruzamentos. Foi um jogo todo ele muito equilibrado, em função disso ajustámos a equipa. Queríamos vencer.” – Pedro Barroso, treinador do Salgueiros.

Fichas dos jogos, resultados e classificação via FPF.

Facebook Campeonato das Oportunidades.

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.