“Não fui chamado para nenhum inquérito, nem sequer fui constituído arguido” – Salvador Malheiro

506
Em primeiro plano, Salvador Malheiro, presidente da Câmara de Ovar.
Smartfire 728×90 – 1

“A verdade é que não fui chamado para nenhum inquérito ou processo crime nem sequer fui constituído arguido em nada! É sinal que as coisas estão a correr bem para os nossos lados…A verdade dá-me muita força e por isso cá estou e cá estarei”. Esta é a reação de Salvador Malheiro, presidente da Câmara de Ovar e vice-presidente do PSD nacional a um trabalho publicado na edição de hoje da revista Visão.

Segundo o artigo, o vice-presidente do PSD, um seu adjunto na Câmara e o presidente da concelhia do PSD, Pedro Coelho, são visados em quase uma dezena de processos “numa fase avançada da investigação”.

Um dos casos diz respeito ao alegado “esquema de financiamento de relvados sintéticos” entre a autarquia e clubes do concelho.

Salvador Malheiro, líder distrital do PSD de Aveiro, mostra-se desagrado com o tom da notícia: “A Visão fez-me hoje um julgamento na praça pública. Não é a comunicação social que trata da Justiça”, refere numa nota partilhada pelas redes sociais.

Publicidade, Serviços & Donativos