Mulher detida por fogo posto em Ovar

371
Polícia Judiciária, Aveiro.
Dreamweb 728×90 – Video I

A Polícia Judiciária (PJ) através do Departamento de Investigação Criminal (DIC) de Aveiro, deteve, fora de flagrante delito, uma mulher de 51 anos, presumível autora de um crime de incêndio florestal, ao final da tarde do passado dia 2 de junho, em Válega, concelho de Ovar.

Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o jornal online NotíciasdeAveiro.pt gratuito.

“O modus operandi consistiu no recurso a chama direta para dar início, em dois locais diferentes, ao incêndio em zona de extensa mancha florestal, com habitações nas proximidades”, refere um comunicado policial.

O incêndio “só não assumiu proporções maiores graças à pronta deteção. Recentemente, na mesma zona, têm vindo a ser combatidos diversos outros focos de incêndio com origem suspeita.”

A PJ diz que “não foi possível determinar qualquer motivação racional ou explicação plausível para a prática dos factos em investigação”, mas a detida poderá ter atuado “num quadro grave e prolongado de alcoolismo, com propensão para a repetição do comportamento incendiário.”

A mulher, com 51 anos, foi presente às autoridades judiciárias, na comarca de Aveiro, para primeiro interrogatório judicial, tendo-lhe sido decretadas medidas de coação não detentivas.

Siga o canal NotíciasdeAveiro.pt no WhatsApp.

Publicidade e serviços

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais no jornal online NotíciasdeAveiro.pt, assim como requisitar outros serviços. Consultar informação para incluir publicidade online.