MUBi desmente Presidente da Câmara Municipal de Aveiro

1466
Avenida Lourenço Peixinho, Aveiro.

A MUBi Aveiro saúda várias das recentes afirmações do Presidente da Câmara Municipal de Aveiro à Agência Lusa1 sobre a estratégia do município para a mobilidade activa (suave), mas lamenta que estas não correspondam ao que tem sido a realidade.

O edil afirma estar a construir uma cidade amiga dos peões e da bicicleta, “em que se use a bicicleta em todo lado e onde as pessoas tenham condições para circular a pé” e “onde as pessoas possam utilizar menos o carro”. Contudo, em oposição ao que diz, pretende localizar a ciclovia entre a estação de comboios e o campus da universidade contornando o centro da cidade, ao mesmo tempo que cria condições para trazer e albergar mais automóveis no centro.

A MUBi Aveiro lamenta ainda, a utilização de argumentos falsos na tentativa de justificar que o projecto para a Avenida Dr. Lourenço Peixinho não contemple vias dedicadas para bicicleta e a opção inadequada destas partilharem o corredor de veículos de transporte público, entalado entre a via de circulação geral e o estacionamento automóvel. Ao contrário do que o autarca afirmou, não existe no município de Lisboa qualquer via reservada a veículos de transporte público partilhada com velocípedes.

Sem uma política e estratégia de mobilidade sustentável, Aveiro continuará a não ter uma rede ciclável e com condições miseráveis para os peões, mantendo uma excessiva presença e utilização do automóvel no núcleo urbano. Continuando a priorizar o automóvel individual, ao invés dos modos activos de deslocação e transportes públicos.

MUBi – Associação pela Mobilidade Urbana em Bicicleta

Secção Local de Aveiro