Ministro na APCOR em dia de greve por motivos laborais

1158
Protesto na Pietec (Foto JN).
Dreamweb 728×90 – Video I

Os trabalhadores da Pietec – Cortiças, S.A., em Lamas, Santa Maria da Feira, iniciaram hoje uma greve de 24 horas.

Promovida pelo Sindicato dos Operários Corticeiros do Norte, a paralisão resulta da entrada em vigor da laboração contínua e o previsto despedimento coletivo de 41 trabalhadores.

O secretário-geral da CGTP-IN, Arménio Carlos, e deputado do Bloco de Esquerda Moisés Ferreira, irão comparecer esta manhã junto do piquete de greve.

Metade dos operários abrangidos já foram dispensados temporariamente do serviço, alegadamente por extinção do posto de trabalho, mas o sindicato garante que a decisão deveu-se a não aceitarem o regime de laboração continua, “que conflitua com os horários de trabalhos acordados nos respetivos contratos.”

Contemplada com o estatuto Projeto de Interesse Nacional (PIN), a Pietec comprometeu-se aumentar os postos de trabalho, ao invés de os reduzir, recordou o Sindicato dos Operários Corticeiros do Norte

O Ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, estará também por terras feirenses, para assistir à abertura do Centro de Informação da Cortiça.

Uma iniciativa da Associação Portuguesa da Cortiça (APCOR).

O ‘Cork Welcome Center’ é um espaço informativo sobre a cortiça e estará aberto para acolher os visitantes que procuram saber mais sobre a matéria prima.

Um montra do setor, dando a conhecer o sobreiro, a cortiça e suas propriedades, bem como evidencia as múltiplas aplicações da cortiça e a inovação setorial.

Na altura, será prestada ao falecido empresário Américo Amorim com a atribuição do seu nome ao novo espaço.

O governante é aguardado ao final da manhã.