Ministério Público acusa rede criminosa de produção e exportação de “elevadas quantidades” de canábis

462
Tribunal de Santa Maria da Feira.
Dreamweb 728×90 – Video I

O Ministério Público (MP) acusou cinco arguidos de pertencerem a uma rede para produção e exportação de elevadas quantidades de canábis, usando armazéns nos concelhos de Oliveira de Azeméis e de Vila Verde.

Em nota publicada no site oficial, esta quarta-feira, a Procuradoria-Geral Regional do Porto (PGRP) dá conta de que quatro arguidos, de nacionalidade chinesa e um português, que se encontram em prisão preventiva ao abrigo deste processo, estão acusados, em coautoria, dos crimes de associação criminosa e de tráfico de estupefaciente agravado.

Continuar para ler artigo da Agência Lusa via Rádio Renascença.

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.