Mestrado em Reabilitação do Património estreia-se na UA

304
Reabilitação (arquivo).
Dreamweb 728×90 – Video I

Em Portugal há falta de profissionais na área da reabilitação de edifícios. Para colmatar a necessidade de um mercado em ampla expansão, a Universidade de Aveiro (UA) criou o Mestrado em Reabilitação do Património para, já a partir de setembro, iniciar a formação de técnicos pelos quais as empresas de construção e o edificado nacional há muito aguardam.

“É reconhecida a falta de conhecimento da grande maioria dos técnicos e dos operários que trabalham na área da Reabilitação e daí a aposta do Departamento de Engenharia Civil (DECivil) da UA neste Mestrado”, aponta Aníbal Costa, diretor do mais recente Mestrado da Academia de Aveiro. Uma certeza que o responsável sublinha com a conclusão do relatório da Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior (A3ES): “é evidente a necessidade do mercado deste tipo de formação, a qualidade e a experiência do corpo docente e a reputação da instituição que confere o grau”.

Mais adianta o documento da A3ES que “este ciclo de estudos contribui para colmatar a necessidade de formar técnicos especificamente vocacionados para a reabilitação, que ainda não é satisfeita pela rede de formação nacional existente”.

Ler artigo completo

Publicidade, Serviços & Donativos