Mealhada: Robótica como atividade extra curricular

344
Imagem cedida pela Câmara da Mealhada.
Dreamweb 728×90 – Video I

A Câmara Municipal da Mealhada, em parceria com o Agrupamento de Escolas da Mealhada, introduziu a robótica como atividade extra curricular para os alunos dos 3.º e 4.º anos. As crianças vão, através da robótica e do que lhes parece ser diversão, aprender conceitos matemáticos, de geometria e até geográficos.

O projeto já começou nas turmas dos 3º e 4º anos do Agrupamento de Escolas da Mealhada. As crianças de 8 e 9 anos começam a dar os primeiros passos nas áreas da robótica e programação com projetos muito simples – pequenos robots – mas que exigem a aplicação já de conceitos matemáticos, de geometria, códigos binários ou algoritmos. A estes juntam a criatividade e conseguem criar histórias, comandar robots, descodificar símbolos e, sobretudo, abrir a mente a conteúdos não tão presentes no programa curricular. Com o apoio de robôs didáticos que facilitam a aprendizagem do aluno, ligando os vários mundos existentes da robótica num só, os alunos são desafiados a fazer o planeamento para a resolução de problemas através de vários desafios dados ligados a robôs didáticos (Doc e Mind) que apoiam e guiam o aluno a aprender, fazendo.

Num ambiente lúdico, de participação e trabalho em equipa, o projeto de Iniciação à Programação e Robótica permitirá a troca de conhecimentos entre as várias áreas do saber trazendo o desafio constante de novas descobertas através de projetos contínuos. A Robótica pode ser o resultado final de várias áreas, incluindo a programação.

Os objetivos específicos para a área da Programação e Robótica passam pelo trabalhar os princípios básicos da área da Programação e Robótica; pela promoção da interdisciplinaridade, proporcionando uma melhor integração das várias áreas do saber; pelo incentivar o espírito criativo, inovador e de trabalho em equipa através do planeamento de vários projetos e sua concretização e por fomentar nas crianças o espírito crítico, de reflexão e autoaprendizagem.

O projeto procura, igualmente, o desenvolvimento das capacidades de autonomia das crianças (aprender fazendo), a partilha de experiências e a capacidade de conviver em grupo, promovendo e respeitando novas ideias e formas de pensar diferentes, desenvolvendo assim competências essenciais sociais e intelectuais.

Este é mais um investimento que o atual Executivo mealhadense faz no enriquecimento curricular de cerca de um milhar de alunos. Além da robótica, são asseguradas atividades de música, inglês e atividade física às crianças do pré-escolar, ao que se junta o xadrez, no caso dos alunos do primeiro ciclo.

Município da Mealhada

Publicidade, Serviços & Donativos