Luso-americano condenado a nova pena de cadeia efetiva por assaltos na Murtosa

532
Tribunal de Aveiro.
Dreamweb 728×90 – Video I

Um cidadão luso-americano, atualmente a cumprir tempo de cadeia, foi hoje condenado pelo Tribunal de Aveiro por mais dois furtos qualificados, que foram cometidos na Murtosa, numa pena única de 4 anos e quatro meses (pena efetiva). Um terceiro assalto que estava lhe imputado, ocorrido numa pastelaria, ‘caiu’ por falta de provas.

Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o jornal online NotíciasdeAveiro.pt gratuito.

Um segundo arguido, comerciante em Aveiro, que respondeu por recetação, foi absolvido, por falta de provas da venda de um artigo que teria sido furtado pelo principal acusado.

A juíza presidente justificou a pena efetiva atendendo às sucessivas condenações que o arguido tem no ‘cadastro’. Os assaltos agora julgados aconteceram um mês após sair em liberdade da cadeia (maio de 2020). “Não permite fazer um juízo de prognose favorável”, afirmou a magistrada.

O tribunal aplicou as penas parcelares de três anos e meio por um crime de furto qualificado e dois anos e meio pelo segundo.

O arguido confessou um assalto a uma firma na zona industrial do Bunheiro por necessidade de dinheiro para o vício da droga, negando a autoria do segundo, ocorrido no Crédito Agrícola (praia da Torreira), mas que o coletivo de juízes deu como provado com base nas imagens de video vigilância.

Artigo relacionado

Luso-americano nega tentativa de assalto a agência bancária na Torreira

Siga o canal NotíciasdeAveiro.pt no WhatsApp.

Publicidade e serviços

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais no jornal online NotíciasdeAveiro.pt, assim como requisitar outros serviços. Consultar informação para incluir publicidade online.