Linha do Vouga: IP instala em Paços de Brandão posto de manutenção oficial para servir circulação do troço Ol. Azeméis – Espinho

4365
Estação de Paços de Branção (Linha do Vouga).
Dreamweb 728×90 – Video I

A Infraestruturas de Portugal (IP) está autorizada pelo Governo a avançar com a anunciada construção de um posto de manutenção oficial (PMO) e posto de abastecimento no troço Espinho/Oliveira de Azeméis da Linha do Vouga, orçados em quase 940 mil euros.

A elaboração do projeto remonta a 2017, tendo sido adjudicado a um gabinete da especialidade por 25 mil euros.

A IP prepara-se agora para lançar um procedimento de concurso público para construir as instalações de apoio à circulação ferroviária.

A construção de PMO e posto de abastecimento no troço Espinho/Oliveira de Azeméis na Linha do Vouga, que tem prevista uma execução plurianual, recebeu ‘luz verde’ do Ministro de Estado e das Finanças e do Ministro das Infraestruturas e da Habitação.

O procedimento em causa autorizado por portaria apresenta como preço base 935 mil euros. O prazo de execução abrange o ano de 2020.

A IP seleccionou a estação de Paços Brandão, no troço Espinho – Oliveira de Azeméis, para localizar o PMO e posto de abastecimento. A secular Linha Vouga encontra-se atualmente divida em dois troços. Circulam comboios de passageiros entre Espinho – Oliveira de Azeméis, no lado norte, e Aveiro – Sernada do Vouga – Águeda, no lado sul.

Sem exploração comercial desde 2013, estão cerca de 30 quilómetros entre Oliveira de Azeméis e Sernada do Vouga.

De resto, a necessidade de construção de um PMO e um posto de abastecimento no troço norte resultará do encerramento ao tráfego entre Oliveira de Azeméis e Sernada do Vouga, onde existe um complexo ferroviário de apoio.

Artigos relacionados

Linha do Vouga com 75ME para requalificação completa entre Azeméis e Espinho até 2025

Águeda: Autarquia vai tomar posse da estação da CP e anuncia novo material circulante na Linha do Vouga

Publicidade, Serviços & Donativos