‘Joker’ Rodrigo quebrou o ‘enguiço’ em São João de Ver

658
Rodrigo, Beira-Mar.
Dreamweb 728×90 – Video I

Um golo do estreante Rodrigo deu a vitória inédita do Beira-Mar em São João de Ver, a contar para a sexta jornada da divisão de elite de Aveiro.

Ficha e vídeo

Os aurinegros, que ampliam para três os jogos da série vitoriosa, repartem agora a liderança da classificação com o Bustelo.

Colocada à prova perante um adversário de más memórias, a equipa treinada por Cajó nunca baixou os braços, acabando por regressar a casa com uma vitória sofrida, mas justificada por várias oportunidades de golo, umas falhadas por falta de pontaria, outras por mérito do adversário.

O início do jogo prometeu muito. Zé António, logo no primeiro ataque, recebeu bem e rematou melhor, a um metro da área, obrigando Maringá a defesa de recurso.

Do lado contrário, aos seis minutos, o central Rui Silva desviou para canto um cruzamento atrasado de Aparício que poderia ter ficado à mercê dos visitantes.

O jogo desenrolava-se equilibrado, com ambas as equipas a recorrerem ao futebol direto, baixando de qualidade à medida que o tempo passava, ainda que abençoado por uma batéga de água.

Antes do intervalo, o Beira-Mar desperdiçou a melhor oportunidade da primeira parte. Os defesas da casa esqueceram-se de Bruno Henrique que teve tudo para fazer melhor do que rematar à figura.

Canto salvador

O relvado piorou na segunda parte, obrigando a futebol mais musculado e os artistas a recorrerem mais a remates. Aparício deu o tom, fora da área, para João Oliveira brilhar.

Depois seria Artur a finalizar na área, descaído para a direita, com a bola a sair junto ao poste mais distante.

O São João de Ver, embora menos ofensivo, mantinha a defesa forasteira em alerta.

Já nas compensações, Aparício obrigou um defesa a desviar para canto, na esquerda.  Após a conversão do mesmo, surgiu o brasileiro Rodrigo a cabecear inapelavelmente para o fundo da baliza e a permitir um final de jogo em festa para os adeptos aurinegros.

Resultados e classificação

Declarações

“Fizemos tudo para ganhar o jogo. Criámos situações de golo de todas as formas, faltou-nos um bocadinho melhor decisão em alguns momentos e o golo acabou por não aparecer mais cedo. Mas acreditámos muito, o lance do golo é trabalhado à semana. Fomos felizes e inteiramente merecedores. Ganhar aqui não é nada fácil, fomos muito competentes. O mais importante são os três pontos nesta longa caminhada” – Cajó (treinador do Beira-Mar)

“Os momentos chave foram no primeiro quarto de hora da partida. Aí tivemos verdadeiramente condições para fazer a diferença. No último passe falhámos quando devíamos ter materilizado logo a entrada. O empate aceitava-se ao intervalo. Depois alterámos um pouco a estratégia. Perdemos as segundas bolas que eram fundamentais. Tivemos menos bola. Ainda assim, o empate poderia ser o desfecho final, mas o Beira-Mar tem mérito” – Ricardo Maia (treinador do São João de Ver).