Ílhavo: Executivo camarário aprova pavimentações, aquisição de terreno e renovação de contrato da recolha de lixos

2550
Paços de concelho, Ílhavo.
Dreamweb 728×90 – Video I

O município de Ílhavo colocou em marcha um “investimento superior a 280 mil euros em pavimentações”.

A Câmara aprovou na sua última reunião a abertura de concurso público para a conservação e pavimentação de vias municipais pelo valor base de 281.420 euros (acrescido de IVA).

“Estas obras de conservação e requalificação viária no município deverão ocorrer durante o presente ano, com o objetivo de promover melhores condições de mobilidade e acessibilidade, seja para os munícipes, para o tecido empresarial e económico ou para quem visita o município”, explica uma nota de imprensa.

A intervenção chegará, entre outras, à Rua da Barca, que permite a ligação ao concelho de Vagos, considerado um “eixo estruturante para a atividade económica de muitas empresas da Zona Industrial da Mota”.

Além deste eixo viário, decorrerão obras de pavimentação e requalificação no Beco da Rua D. Carlos, no Caminho do Depósito Água nos Moitinhos, no Beco dos Escuteiros da Gafanha da Nazaré, na Rua da CERCIAV, Rua das Quintãs, Rua 25 de Abril, Rua Manuel Silva, Rua Dinis Gomes, Rua Visconde de Almeida, Travessa do Margaça e na Lagoa.

A Câmara anunciou também a aprovação da aquisição de um terreno para requalificação urbana na Gafanha da Nazaré, mais concretamente no lugar da Chave, pelo valor de 61.200 euros.

O que permitirá o arranho do Cruzeiro, “lugar com história de vivência comunitária na Gafanha da Nazaré e que a autarquia pretende e deseja potenciar através da criação de um espaço ajardinado, de estacionamento e de reformulação viária naquela zona”.

Ainda da reunião do executivo, foi aprovada a renovação do contrato com a empresa SUMA do contrato de recolha de lixos por um período de quatro meses e um valor de 395.000 euros.

“Esta medida justifica-se pela necessidade de ser assegurado o nível de serviço prestado, no município de Ílhavo, na recolha do lixo e limpeza pública, atividade essencial para a higiene, saúde e segurança públicas, enquanto decorrem os procedimentos finais – assinatura de contrato e Visto do Tribunal de Contas – referentes à adjudicação aprovada, em reunião de Câmara, no passado dia 17 de abril”, explica a edilidade.

O futuro contrato de prestação deste serviço deverá ter início em setembro do presente ano, com um prazo de validade de oito anos e um valor total de investimento na ordem dos 13,1 milhões de euros.

Publicidade, Serviços & Donativos