ICNF atendeu “protesto” da Câmara e reabriu reserva de S.Jacinto / IHRU marca reunião de trabalho em Aveiro

1125
Reserva Natural das Dunas de São Jacinto, Aveiro.
Dreamweb 728×90 – Video I

O Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) deu razão ao “protesto” da Câmara de Aveiro e reabriu a Reserva Natural das Dunas de S. Jacinto à visitação, que tinha sido suspensa devido a alegada insegurança causada por uma matilha.

Informação transmitida este sábado de manhã, em S. Jacinto, pelo presidente da autarquia, no período antes da ordem do dia da reunião pública do executivo.

“Não podíamos aceitar tal, era uma decisão ilegal, anormal, imoral, vai para o ‘guinesse’ dos disparates!”, lembrou Ribau Esteves.

O “protesto” dirigido ao presidente do ICNF teve a resposta esperada: “Manifestou logo total concordância, exigindo a imediata reabertura como é é evidente. No dia seguinte, a reserva estava reaberta. O presidente pediu desculpa, assumiu o erro do ICNF e a situação foi ultrapassada”, contou o edil.

A Câmara estava disposta a ‘esticar’ ainda mais ‘a corda’, eventualmente fazendo-a ‘rebentar’: “Jogámos os argumentos todos, foi uma desconsideração institucional que podia levar a abandonar o cogestão por falta de respeito”, adiantou Ribau Esteves, considerando agora a situação “completamente ultrapassada”.

A autarquia continua, entretanto, a tentar apanhar os cães, que ali vagueiam há 4 ou 5 anos. “Apenas alguém anónimo, mal intencionado, aconselhou, de forma assertiva a diretora regional do ICNF a fechar a reserva”, lamentou o presidente da Câmara, esperando que o instituto coloque os guardas florestais “a trabalhar mais, a acompanhar tudo”.

A tentativa de capturar a matilha está a ser feita com “um instrumento, que não põe em causa minimamente a segurança de quem visita”.

Presidente do IHRU marca visita a Aveiro após queixas camarárias

Em São Jacinto, o presidente da Câmara informou do seguimento que teve um outro “protesto”, neste caso dirigido ao Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana (IHRU), dando conta do seu “protesto” por considerar “inaceitável” não avançar “a qualificação de forma completa” dos bairros do Griné e do Caião, em Santa Joana.

O novo presidente do IHRU, António Gil Leitão, devolveu o contacto ao edil, tendo mostrado disponibilidade para se deslocar a Aveiro. Está agendada para terça-feira da próxima semana um encontro de trabalho e visita aos bairros do Estado para tratar de diversos dossiês relacionados com intervenções locais.

“Vão começar obras de reabilitação do Griné. É absolutamente inadmissível, numa altura em que é notícia quase todos os dias tanto milhão investido em habitação social no País, que um bairro que está profundamente degradado, no seu espaço comum e fogos, com problemas sociais dramáticos, tenha uma ‘pequenita’ obra em dois blocos e apenas numa componente parcial, do que a totalidade da necessidade”, explicou Ribau Esteves, lembrando que o vizinho bairro do Caião também “precisa de uma obra de qualificação profunda idêntica à que a Câmara tem desenvolvido nos seus bairros, onde já passou 6 milhões de euros em em seis anos”.

O autarca quer aproveitar a vinda do presidente do IHRU, a quem elogiou a disponibilidade, para falar de “operações financeiras” no sector da habitação social, assim como fazer um “ponto de situação” do projeto de casas a custos controlados para os terrenos da antiga Luzostela, do investimento privado em execução em Aradas (Quinta da Pinheira) e do interesse de investidores em “mais três” outros do género em fase de desenvolvimento, sendo que dois têm “anúncio para breve”.

Artigos relacionados

Aveiro: Câmara Municipal apresenta “protestos” junto do ICNF e do IHRU

PAN Aveiro interpela o ICNF sobre as matilhas de Aveiro

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.