Homem que esmagou pernas de irmão condenado a 12 anos de cadeia

921
Tribunal de Aveiro.
Comercio 780

O homem de 34 anos que atropelou gravemente um irmão, de 21 anos, em maio de 2020, num acantonamento em Sangalhos, concelho de Anadia, foi condenado, em cúmulo jurídico, a 12 anos de prisão.

Depois de ter colhido o irmão, tento atingir, também, os pais, mas falhou ao embater no pilar de uma garagem. Já na cadeia, terá feito ameaças de morte aos familiares através de telefonemas.

O coletivo de juízes condenou o arguido nas penas parcelares de oito anos de anos de cadeia por tentativa de homicídio do irmão, seis anos de cadeia por tentativa de homicídio do pai, seis anos de cadeia por tentativa de homicídio da mãe e, ainda, 10 meses de cadeia pelo crime de ameaça agravada.

O tribunal declarou, ainda, a indignidade sucessória, o que impedirá o arguido a aceder a qualquer herança familiar.

No julgamento, o arguido, que está detido a cumprir pena no âmbito de outro processo, negou que tivesse atropelado deliberadamente o irmão. Contou de uma versão diferente dos factos imputados na acusação, apresentando-se como vítima de tentativa de homicídio, mas o tribunal não deu credibilidade ao relato.

Segundo o Ministério Público, o agora condenado teria reagido mal quando o pai ameaçou revelar o seu paradeiro caso não regressasse ao estabelecimento prisional onde cumpria pena de cadeia (na altura, gozava uma saída precária de 45 dias, que iria terminar dentro de duas semanas), desencadeando uma discussão.

Na leitura do acórdão, a juíza presidente sublinhou que o arguido não demonstrou “qualquer sensibilidade” para as graves lesões sofridas pelo irmão, ausentando-se do local.  Além do desvalor da conduta, pesou na determinação da pena, ainda, a tentativa de “descartar-se” da responsabilidade pelo atropelamento, bem como o extenso passado criminal.

Artigo relacionado

Homem nega atropelamento deliberado do irmão, que ficou com as pernas esmagadas

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.