Homem nega fogo posto que originou grande incêndio florestal em Albergaria-A-Velha

429
Tribunal de Aveiro.
Dreamweb 728×90 – Video I

Um homem, manobrador de máquinas em obras rodoviárias, começou a ser julgado, esta terça-feira, por prática de crime de incêndio florestal ocorrido a 22 de agosto do ano passado em Albergaria-A-Velha. Em tribunal, negou os factos de que está acusado, assumindo, apenas, que passou a pé pela zona que ardeu.

Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o jornal online NotíciasdeAveiro.pt gratuito.

O arguido, de 47 anos, residente em Albergaria-A-Velha, foi detido na sequência de uma investigação da Polícia Judiciária a um grande fogo florestal em Mouquim, junto à EN 16, que foi combatido em terra por uma centena de operacionais e ainda nove meios aéreos.

Artigo relacionado

Ateou fogo em Albergaria-A-Velha sem justificação “racional”

“Estou a ser acusado de uma coisa que não é verdade”, começou por declarar no início do julgamento, admitindo apenas que saiu de casa e atravessou a pé o eucaliptal antes de ser atingido pelas chamas de forma a encurtar caminho para chegar a um café onde foi comprar tabaco. Segundo o mesmo relato, só quando estava no destino, passado algum tempo, é que ouviu “começarem a falar de fumo”, motivando o alerta para os bombeiros.

Ainda no café, recordou o arguido, começou a ser acusado por outras pessoas que estavam ali presentes, de ter ateado o fogo, por ter sido visto a fazer o percurso. “Eu não fui ,nem vi ninguém. Acusarem de uma coisa destas só por ter lá passado ?…”, insistiu em resposta à juíza presidente, admitindo apenas que se cruzou com um homem seu conhecido antes de entrar no caminho de terra batida que atravessa a zona florestal.

“Depois de me acusarem no café, bebi mais um ou dois copos de vinho”, disse. Acabaria por ser levado ao fim do dia pela GNR para o posto, onde foi submetido a teste de alcoolemia, tendo acusado 1,93 g/l.

De acordo com a acusação, o homem, que chegou a ser bombeiro voluntário na corporação de Albergaria-A-Velha, quando jovem, usou um isqueiro para, através de chama direta, atear fogo à mancha florestal, junto de um caminho de difícil acesso.

Siga o canal NotíciasdeAveiro.pt no WhatsApp.

Publicidade e serviços

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais no jornal online NotíciasdeAveiro.pt, assim como requisitar outros serviços. Consultar informação para incluir publicidade online.