“História e cultura do vidro” em Oliveira de Azeméis motiva candidatura a património imaterial da humanidade

446
Museu do Vinho, Oliveira de Azeméis.
Smartfire 728×90 – 1

A Câmara de Oliveira de Azeméis agendou apra dia 21 de maio a apresentação do “projeto de candidatura da história e cultura do vidro em Oliveira de Azeméis, a património imaterial da humanidade.”

A candidatura será dada a conhecer numa conferência de imprensa marcada para as 9:30, com o presidente da edilidade, Joaquim Jorge Ferreira.

“A primeira fábrica do vidro em Portugal (a fábrica do Covo) nasceu no século XVI em Oliveira de Azeméis. Ao longo dos séculos seguintes a indústria vidreira prosperou no Concelho ganhando uma dimensão cultural ímpar e influenciando o aparecimento de outras modernas indústrias como a dos moldes. Salvaguardar o saber-saber e os conhecimentos tradicionais é um dos objetivos do projeto que será anunciado”, refere uma nota de imprensa.

A 28 de maio, Oliveira de Azeméis recebe o ‘Seminário Internacional – História e Cultura do Vidro na Identidade de um Povo’, que também será também apresentado no encontro com os jornalista.

Publicidade, Serviços & Donativos