Greve dos professores deve afetar fortemente as escolas do distrito de Aveiro

1512
Greve dos professores.

A greve de 24 horas por distrito convocada por vários sindicatos de professores cumpre, esta terça-feira, em Aveiro, o segundo dia, depois de ter arrancado a semana de protestos em Lisboa, prolongando-se, previsivelmente até 8 de fevereiro.

As oito organizações sindicais que “vêm convergindo no desenvolvimento de diferentes ações de luta” vão manter a paralisão na semana em que o Ministério da Educação retoma as negociações que suspendeu em novembro.

“A greve em cada distrito é uma oportunidade imperdível para os professores e educadores – amanhã os do distrito de Aveiro – protestarem e mostrarem a determinação quanto às justas exigências que fazem, não só relativamente à revisão das regras de concursos e colocações, mas também a outras matérias que carecem de respostas urgentes, mas que continuam a ser desprezadas pelo governo”, explica um comunicado da centra sindical CGTP-IN.

O “dia de luta” arranca pelas 8:30 na Escola Mário Sacramento, em Aveiro. A partir das 10:30, docentes em greve juntar-se-ão na Praça Melo Freitas com informações sobre o decurso da greve no distrito e intervenções a cargo das organizações representadas.

Artigo relacionado

Fenprof acusa ministério de apresentar medidas que já existem

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.