GNR fiscalizou mais de duas dezenas de cafés e restaurantes na Feira

599
GNR (foto de arquivo)

Uma operação da GNR fiscalizou, a 15 de janeiro passado, 26 estabelecimentos de restauração e bebidas nas diversas freguesias do concelho de Santa Maria da Feira que terminou com uma detenção e o registo de práticas criminais ou passíveis de coimas.

A Guarda atuou no âmbito “da prevenção e repressão da prática de atos ilícitos e com o objetivo de assegurar o cumprimento das exigências previstas na lei e nos regulamentos”.

O balanço hoje divulgado dá conta do registo de seis crimes: violação dos direitos de autor (3), desobediência devido à utilização de material apreendido, exploração ilícita de máquina de jogo e tráfico de estupefacientes.

Foram ainda detetadas 59 contraordenações, das quais se destacam 19 por falta de afixações obrigatórias, Três por venda ilícita de tabaco e três por exploração ilícita de máquinas de diversão sem autorização.

A GNR levantou autos ainda por inexistência de máquina de extração de fumo e ato de fumar em local proibido, violação das condições de higiene e conservação de zonas de cozinha e fabrico e falta de validade de extintores de incêndio.

Da operação resultou a apreensão uma máquina automática correspondente a modalidade afim de jogo de fortuna e azar e respetivos prémios, uma máquina eletrónica de jogo de fortuna e azar e 20 doses de haxixe.

O homem de 44 anos detido prática do crime de tráfico de estupefacientes, foi constituído arguido e sujeito à medida de coação de termo de

identidade e residência.

De acordo com a GNR, foram ainda identificados quatro proprietários de estabelecimentos.

A ação contou com o empenhamento de militares dos diversos Postos Territoriais do Destacamento Territorial de Santa Maria da Feira.