GNR apreendeu em viatura mais de 8 toneladas e meia de bivalves

1614
Apreensão de bivalves, Aveiro.

É uma das maiores apreensões de bivalves da Ria de Aveiro. A Unidade de Controlo Costeiro (UCC), através do seu Subdestacamento de Controlo Costeiro de Aveiro, apreendeu hoje 8.648 quilos de berbigão “por falta de documentos que assegurassem a sua rastreabilidade e por não cumprir com as medidas mínimas de captura exigidas por lei”.

A ‘carga’ deste marisco apanhado na ria de Aveiro foi intercetada em Taboeira, concelho de Aveiro no decorrer de uma ação de fiscalização dirigida ao controlo do cumprimento das regras de transporte e comercialização de bivalves.

Segundo um comunicado, os militares abordaram uma viatura que transportava o berbigão sem que tivesse o tamanho mínimo de 2,5 centímetros para poder ser comercializado. Além disso, falava “documentação que assegurasse a sua rastreabilidade.”

Segundo a GNR, foi identificada uma mulher de 51 anos e a respetiva empresa, tendo sido elaborado um auto de contraordenação cuja coima poderá atingir um valor de 125.000 euros.

Os bivalves apreendidos vão ser sujeitos a uma análise veterinária da qual dependerá o seu destino final.

A GNR relembra que “os recursos marítimos devem ser explorados de modo a garantir, a longo prazo, a sustentabilidade ambiental e económica, dentro de uma abordagem de precaução, definida com base nos dados científicos disponíveis.”

A captura, depósito e expedição deste tipo de bivalves, sem que sejam sujeitos a depuração ou ao controlo higiossanitário, adverte ainda a Guarda, “pode colocar em causa a saúde pública, caso sejam introduzidas no consumo, devido à possível contaminação com toxinas, sendo o documento comprovativo da origem fundamental para a prevenção da introdução de forma irregular no consumo.”

Publicidade, Serviços & Donativos