Futebol/ Processo ‘Jogo Duplo’: Rui Dolores condenado a 5 anos e meio / Diego Tavares recebeu pena suspensa e pode jogar pelo BM

2856
Campus da Justiça, Lisboa.
Dreamweb 728×90 – Video I

O Leixões foi condenado esta sexta-feira a dois anos de proibição de participar na I e II ligas, no âmbito do julgamento do processo denominado de Jogo Duplo, relacionado com viciação de resultados no futebol profissional português.

O antigo jogador do Beira-Mar Rui Dolores, considerado um dos cabecilhas, figura entre os três arguidos condenados a penas efetivas. O atual dinamizador do clube de formação ‘Geração Rui Dolores’ (Santa Maria da Feira) teve uma pena de cinco anos e seis meses.

Diego Tavares com pena suspensa

Diego Tavares, que cumpre a segunda passagem pela equipa de Aveiro, foi também acusado por fatos relacionados com a época em que envergou a camisola do Oriental. Acabou condenado a quatro anos e dois meses, com pena suspensa. Caso único entre os arguidos para quem o Ministério Público pedira tempo de cadeia.

O coletivo de juízes determinou como pena acessória dois anos sem competir nas provas profissionais. Assim, o central poderá continuar a jogar pelo clube aurinegro no Campeonato de Portugal enquanto aguarda que o tribunal venha clarificar o período de proibição, atendendo a que já cumpriu tempo de prisão efetiva e domiciliária ao abrigo do processo.

Dos 27 arguidos, apenas um foi absolvido pelo tribunal (ler artigo RTP).

Artigo relacionado

Jogadores e dirigentes acusados no processo “Jogo Duplo”

Publicidade, Serviços & Donativos