Futebol / CdP: Novo empate comprometedor para as ambições aveirenses (Beira-Mar 1 – Espinho 1)

480
Beira-Mar - Espinho.
Dreamweb 728×90 – Video I

Beira-Mar e Espinho empataram 1-1, este domingo à tarde, em partida a contar para a 18ª jornada do Campeonato de Portugal (Série D).

O desfecho do derby distrital serviu melhor os interesses dos visitantes, que estão empenhados na luta pela manutenção. Embora continuando em oitavo lugar, agora com 21 pontos, os ‘Tigres’ alargam a vantagem para o Castro Daire (19 pontos em 15 jogos), que perdeu na receção ao S. João de Ver (0-3).

Já o Beira-Mar, somou o segundo empate seguido, mantendo-se no sexto lugar (25 pontos), mas acaba a ronda em posição mais desfavorável: por um lado, viu afastar-se o quinto classificado, ocupado pela Sanjoanense (29 pontos), que venceu em casa o Vildemoinhos (3-0); e, por outro, tem já ‘à perna’ o Valadares, que ganhou na receção ao vizinho, e ainda líder provisório, Canelas (2-1), ocupando o sétimo lugar (24 pontos).

O mês de fevereiro, com oito jogos disputados, por força do acerto de calendário devido a casos de Covid-19, rendeu oito pontos aos aveirenses (duas vitórias e dois empates), marcando passo na luta pelos play off que dão acesso à Terceira Liga.

2021-02-03 | BM 0 – Anadia FC 1
2021-02-07 | BM 3 – Vila Cortez 0
2021-02-10 | Canelas 2010 2 – BM 0
2021-02-14 | BM 3 – S. João Ver 1
2021-02-17 | Valadares Gaia 2 – BM 1
2021-02-21 | AD Castro Daire 2 – BM 1
2021-02-24 | BM 1 – RD Águeda 1
2021-02-28 | BM 1 – SC Espinho 1

Calendário

2021-03-07 | 15:00 (F) Lusitânia de Lourosa | J19
2021-03-14 | 15:00 (C) Lusitano Vildemoinhos | J20
2021-04-03 | 16:00 (F) Anadia FC | J21
2021-04-11 | 16:00 (C) Valadares Gaia | J22

Em relação à partida disputada a meio da semana (empate caseiro com o Águeda 1-1), a equipa da casa entrou em campo com duas alterações: Pedro Soares regressou à baliza, relegando Gabriel Souza para o banco, e Diogo Tavares foi opção inicial na frente do ataque, por troca com Lamine (banco).

Do lado do Espinho, o treinador Bruno China repetiu a equipa colocada inicialmente em campo na goleada aplicada em casa ao Vila Cortez (4-0) .

Boa exibição dos locais na primeira parte apagada pelo golo espinhense depois do intervalo

Ao intervalo, o Beira-Mar justificava a vantagem de 1-0 e, a exibição, das melhores dos últimos jogos, deixava, certamente, os adeptos locais confiantes.

Ainda assim, foram os espinhenses que entraram melhor no jogo. Aos 4m, Miguel Pereira, na corrida, ganhou terreno a Berna, e assistiu Betinho, mas os defesas anularam o ataque.

Ao passar do quarto de hora, assistiu-se ao primeiro lance de maior perigo do Beira-Mar. A defesa desvia na sequência de um canto da esquerda, a bola sobrou para Elsinho que, ainda na área, rematou forte, de primeira, à figura de Bruno Silva.

A partir desta altura, os aurinegros passaram a ter maior domínio do jogo, sucedendo-se as jogadas bem delineadas em busca do golo.

Nakedi ainda ‘assustou’ aos 34m, num remate na área que tabelou em Edgar mas não suficiente para enganr Pedro Soares, de regresso à baliza depois de recuperar de uma lesão prolongada sofrida no início da época.

Na resposta, Zé Pedro, ensaiou um remate de fora da área em arco, que saiu ao lado.

O Beira-Mar manteve a pressão, chegando à vantagem aos 38m na sequência de um livre apontado ainda do seu meio campo. Mérito para Elsinho, que recuperou a bola, conduziu até à área, cruzando da direita para o poste mais distante, onde apareceu Diogo Tavares que só teve de encostar o pé para fazer o seu terceiro golo.

O descanso não fez bem aos locais, que surgiram menos concentrados, permitindo o empate, que aconteceu aos 53m. O ataque espinhense beneficiou de um lançamento da linha lateral, na esquerda. Diogo Valente faz o cruzamento para Miguel Pereira, que, à entrada da pequena área, cabeceia para Betinho, sem marcação, rematar para o fundo da baliza, fazendo o seu 5º golo no campeonato.

O Beira-Mar perdeu jogo coletivo, reagindo mais em lances individuais. Zé Pedro, por duas vezes, obrigou o guarda-redes visitante a defesas de recurso.

Do lado contrário, um mau alívio de Edgar permitiria a Andrezzo um remate com perigo. Depois seria Jimmy a atirar na área, mas Pedro Soares estava atento.

No final do tempo regulamentar, Diogo Tavares, assistido por Sylla, em vez de combinar, optou por um remate, que saiu junto ao poste.

Nos minutos derradeiros, o Beira-Mar insistiu, sem sucesso, com bolas lançadas para a área do Espinho.

Ficha do jogo

SC Beira-Mar

Pedro Soares
João Nogueira
Edgar Almeida
Caio Senna
Berna (Leandro Vieira, 81m)
Ivo Lemos (Sylla, 72m)
Rui Sampaio (Garruço, intervalo)
Elsinho (Lamine, 84m)
Dieguinho
Zé Pedro
Diogo Tavares

Suplentes: Gabriel Souza, Sory, Garruço, Lamine, Leandro Vieira, Romário.

Treinador: Manuel Rodrigues

SC Espinho

Bruno Silva
Mica
Jota
Ne
Paço
Dani (Jimmy, 66m)
Nakedi (Andrezzo, 66m)
João Ricardo
Miguel Pereira
Betinho (Eduardo Balde, 83m)
Diogo Valente (Gonçalo, 90+2)

Suplentes: Kadu, Jimmy, Andrezo, Eduardo Balde, Carlinhos, Zé Santos, Gonçalo

Treinador: Bruno China

Árbitro: Marco Pereira (AF de Aveiro)

Ação disciplinar:

Cartões amarelos para Rui Sampaio (27m), Betinho (42m), Ivo Lemos (42m).

Declarações dos treinadores

“Num clube como o Beira-Mar, empatar é sempre um mau resultado. Os jogadores têm enfrentado uma grande sobrecarga de jogos, não houve muito tempo para treinar. Isso também mexe, mas libertaram-se. Vimos uma evolução muito grande em relação ao jogo com o Águeda, com domínio de quase toda a primeira parte. Ao intervalo merecíamos mais do que um golo. O futebol é feito de resultados, queríamos vencer. Do outro lado esteve uma equipa que também se dedicou. Agora temos o Lourosa, queremos ir lá ganhar, vamos mais confiantes. Continua tudo em aberto enquanto depender de nós. Eu pessoalmente gosto de enfrentar adversário que possam estar melhores – Manuel Rodrigues, treinador do Beira-Mar.

“Acho que foi um bom jogo, disputado, bem jogado em alguns momentos. Pelo que aconteceu dentro do campo, acaba por ser um resultado justo. Entrámos muito bem, com a primeira oportunidade. Depois o Beira-Mar, com mérito, conseguiu controlar e criar perigo, sobretudo de bola parada. O golo surgiu com o jogo já equilibrado. Na segunda parte, voltámos a entrar bem, empatámos e foi um jogo bem disputado até ao fim, com algumas situações nossas que poderiam ter sido melhor finalizadas. É sempre importante pontuar, temos conseguido isso. Se não ganharmos, pelo menos um ponto” – Bruno China, treinador do Espinho.

Video do jogo Beira-Mar – Espinho

Anadia pode assumir a liderança, isolado, no final da jornada

Da jornada 18, destaque para os regressos às vitórias do Lourosa e S. João de Ver. Os lusitanistas quebraram um ciclo de quatro empates com a goleada alcançada em Vila Cortez (0-4). Seguem em terceiro lugar, com 33 pontos, a dois do Canelas que perdeu (2-1) na deslocação ao vizinho Valadares.

Assim, o Anadia (primeiro com os mesmos 35 pontos do Canelas) poderá assumir a liderança isolado, bastando pontuar na receção ao Águeda, segunda-feira à noite.

O S. João de Ver venceu em Castro Daire (0-3), ocupando a quarta posição, com 31 pontos.

Resultados e classificação em https://www.zerozero.pt/edition.php?id_edicao=147540

Publicidade, Serviços & Donativos