Futebol / CdP: Beira-Mar deixa dois pontos pelo caminho na receção ao Oleiros

511
Beira-Mar - Oleiros (CdP).

Beira-Mar e Oleiros empataram a zero, este domingo, em Aveiro, a contar para a 12ª jornada do Campeonato de Portugal (CdP).

A equipa de Castelo Branco não tardou a mostrar os atributos que a colocam, para já, entre as melhores da Série C (apenas uma derrota e quatro golos sofridos, nenhum deles fora de casa).

Apesar de assumir evidentes cuidados defensivos, com um bloco de cinco jogadores, conseguiu na primeira parte atacar com facilidade e, até, criar um punhado de ocasiões em que esteve perto de chegar ao golo através de ataques rápidos.

Ao quarto de hora, após uma recuperação de bola, Farinha, na área, descaído para a esquerda, rematou ao poste, gelando, ainda mais, os adeptos da casa.

Com o adjunto Fabeta a orientar a equipa no banco devido ao castigo de Ricardo Sousa, os aurinegros poderão ter sentido dificuldades iniciais pelas várias mexidas relativamente ao jogo em Anadia que ditou a eliminação da Taça de Portugal: O médio ofensivo Yannick foi adaptado a lateral direito (João Nogueira esteve ausente e Adson não saiu do banco), o ponta de lança Diogo Tavares estreou-se de início (Cícero estava castigado), Dieguinho e Caminata voltaram a ser primeiras opções.

Seria preciso esperar pelo minuto 22 para o Beira-Mar causar calafrios junto da baliza contrária, na sequência de um cruzamento de Dieguinho para a pequena área, valendo a prontidão de Norbert.

Sol de pouca dura, já que o Oleiros não perdeu o controlo do jogo, continuando a revelar-se mais ofensivo. Aos 25 minutos, um lançamento da linha lateral levou a bola para a área, aparecendo o central Banjai a cabecear, com Miotti a defender para canto. Pouco depois, Jimmy repetiu ‘a dose’, sem consequências de maior para os locais.

O segundo lance de perigo do Beira-Mar aconteceu aos 40 minutos, após um livre no meio campo. Rui Sampaio surgiu junto à pequena área a rematar de primeira na passada, falhando por pouco o alvo.

Pouco antes do intervalo, Miotti, que a época passada alinhou pelo Oleiros, evitou, novamente, o golo, ao segurar um remate rasteiro de Michael, após uma perda de bola de Edgar.

Beira-Mar melhorou exibição sem acertar na baliza

A segunda parte arrastou-se durante algum tempo sem grandes motivos de interesse.

O Beira-Mar foi pressionando mais à medida que o relógio avançava. Aos 54 minutos, Dieguinho, num remate enrolado, quase surpreendia o guardião forasteiro. Pouco depois, seria Rui Sampaio, num remate de primeira, de fora da área, a obrigar Norbert a defesa incompleta, com Breda próximo.

O Oleiros nesta altura só descia à baliza contrária pelo seguro, a aproveitar o adiantamento dos locais, que ensaiaram vários lances bem delineados de ataque, mas sem ‘poder de fogo’ capaz de deitar abaixo a muralha defensiva, apesar de Cissé passar a fazer companhia a Diogo Tavares.

Aos 75 minutos, o recém entrado Aparício fez um remate junto à trave que quase surpreendia Norbert, aparecendo Banjai a tempo de fazer o alívio.

Na reta final, o Beira-Mar abusou, como se impunha, das bolas para a área em busca do golo.

Diogo Tavares ainda fez um remate, em rotação, com perigo. E já nas compensações, Boateng, assistido por Aparício, poderia ter sido mais assertivo ao alvejar à baliza, preferindo o remate em jeito, que também não surtiu o efeito desejado para evitar o segundo empate consecutivo para o campeonato.

Praiense beneficia do deslize aveirense

No final da ronda 12, o líder Praiense venceu em casa o Sertanense (3-0) e alargou o fosso para o Beira-Mar. Os açoreanos somam 27 pontos, mais seis que os aveirenses.

Oleiros e Sertanense, ambos com 19 pontos, dividem o terceiro lugar com o Recreio de Águeda, que perdeu na receção ao Condeixa por 0-2.

O Anadia está a um ponto, depois da vitória importante alcançada em Leiria (0-1).

Resultados e classificação em https://www.zerozero.pt/edition.php?id_edicao=135697

Ficha

Beira-Mar

Miotti
Rodolfo
Edgar
Breda
Yannick
Rui Sampaio
Fábio (Boateng, 75′)
Artur (cap.) (Aparício, 61)
Dieguinho
Caminata (Cissé, 61)
Diogo Tavares

Suplentes:
Carvalheira
Aparício
Cissé
Frank
Isaac
Boateng
Adson

Treinador: Fabeta

Oleiros

Norbet
Farinha
Luis Martins
Banjai
Tiago Gomes (c)
Michael (Iago, 82′)
Guilherme
Jimmy
Jardel Nazaré (Adriel, 81′)
Guerra
Flavinho (Matheus, 76′)

Suplentes:

Pedro Dias
Ari
Iaia Coma
Emerson
Iago
Matheus

Treinador: David Facucho

Árbitro:José Bessa (AF Porto)

Cartões amarelos para Guilherme (34′), Rui Sampaio (69′), Rodolfo (89′), Tiago Gomes (89′).

Artigo relacionado

“Não pode ser apenas nos minutos finais que se põe atitude em campo” – Fabeta, treinador do Beira-Mar

Publicidade, Serviços & Donativos