Futebol / CdP: Aveirenses agravam crise de golos (Sertanense 1 – Beira-Mar 0)

598
Imagem do Sport Clube Beira-Mar.

O Sertanense venceu por 1-0 na receção ao Beira-Mar a contar para a 21ª jornada do Campeonato de Portugal (série C), alcançando os visitantes na tabela classificativa com menos um jogo.

Um golo de bom recorte técnico apontado perto do intervalo ditou a segunda derrota consecutiva da equipa aveirense a quem faltou, à semelhança da jornada anterior, uma ‘pontinha’ de felicidade que evitasse o desaire e aligeirasse a queda para o sétimo lugar (30 pontos).

Logo aos 2 minutos, o lateral João Nogueira, com um remate após combinar com Choi, ia fazendo estragos na baliza da casa.

O lance justificaria as cautelas defensivas do Sertanense que buscava as suas oportunidades em transições rápidas.

Aos 13 ministro, Diego Tavares teve de impor-se e desviar de cabeça para canto um cruzamento de Ká para a área.

O Beira-Mar não mostrava complexos na tentativa de chegar ao golo, procurando o futebol direto e sem hesitar no remate, com Choi e Mitrovik (novidade no onze titular) particularmente ativos.

A saída de Diego Tavares, lesionado, obrigou a mexidas forçadas nos aveirenses.

Uma boa arrancada de Choi, aos 40m, levou a bola a passar por cima trave.

Quando já se esperava pelo intervalo, um lance de inspiração colocou a equipa da casa em vantagem. Flavinho recebeu a bola de costas para a baliza à entrada da grande área, fez a rotação e rematou sem dar hipótese de defesa a Miotti.

Do lado contrário, Leonardo Turossi teve de sair a punhos para afastar mais um remate do inconformado Choi antes da final da primeira parte.

O Beira-Mar melhorou de rendimento na segunda parte em busca da reviravolta. Logo no reinicio da partida, Choi, num remate cruzado, colocou a bola na área, mas Mitrovic encontrava-se desenquadrado para finalizar. Pouco depois, o ponta de lança conseguiu intercetar a bola, embora com um cabeceamento inconsequente.

Dieguinho também tentou a sua sorte, com remate para as mãos do guarda-redes do Sertanense.

Cícero e Aparício foram colocados em campo e não tardaram em dar novo alento ao ataque.

À entrada do último quarto de hora, os locais já praticamente só procuravam não deixar escapar a preciosa vantagem.

Cícero, após cruzamento de Aparício, conseguiu cabecear para a baliza, vendo a bola a ser desviada para canto.

Aos 83 minutos, Leonardo Turossi negava o golo a Aparício num remate desviado para canto e já justificava o estatuto de melhor em campo.

Nas compensações, o Beira-Mar esteve muito perto de empatar em duas oportunidades flagrantes. Choi rematou ao poste e João Nogueira voltou a não conseguir levar a melhor perante o guarda-redes.

A equipa aurinegra não vence há três jogos.

O Beira-Mar segue em sétimo, com os mesmos 30 pontos do Sertanense, que tem menos um jogo.

O Anadia, que foi vencer a Sernache (2-3) agora treinado por Pedro Hipólito subiu ao quinto lugar com 32 pontos. Seguem-se, todos com 33 pontos, Benfica de Castelo Branco, Caldas e Fátima, esta última empatou no reduto do Praiense (1-1) que lidera com 45 pontos.

Na fuga aos últimos lugares, o Águeda foi empatar em Leiria (1-1), ocupando a 15ª posição com 24 pontos.

Resultados e classificação em https://www.zerozero.pt/edition.php?id=135697

Ficha

Sertanense:

Leandro
Tito
Tiago Correia
Marques
Duarte
Flavinho (Kenedy, 17m)
Doukouré
Bruno Torres (c)
Landry
Ká Semedo (Gustavo, 90+4m)
Scara (Brash, 25m)

Suplentes:
Pedro Simões
Cyrille
Nuno Ascenção
Kenedy
Gustavo
Brash

Treinador: José Bizarro

Beira-Mar:

Miotti
João Nogueira
Diego Tavares (Breda, 33m).
Edgar
Simão
Yannick
Fábio (c)
Dieguinho
Choi
Marko Mitrovic (Aparício, 25m)
Carlos Daniel (Cícero, 19m)

Suplentes:
Carvalheira
Artur
Arcanjo
Cícero
Breda
Adson
Aparício

Treinador: Ricardo Sousa

Árbitro: João Mendes (AF Lisboa)

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Choi (23m), Simão (82m), Brash (90+5m)

Publicidade, Serviços & Donativos