Futebol / CdP: Açoreanos com ‘estrelinha’ de campeão (Beira-Mar 0 – Praiense 1)

398
Imagem do Facebook Orgulho-me de ser Beiramarense.
Dreamweb 728×90 – Video I

Um golo em contra ataque, já nos ‘descontos’, ditou a vitória feliz do Praiense em Aveiro, onde jogou reduzido a 10 desde o final da primeira parte da partida a contar para 20ª jornada do Campeonato de Portugal, série C.

Para a receção ao líder (agora ainda mais confortável com 12 pontos de avanço), o Beira-Mar fez uma pequena revolução no onze, destacando-se a estreia do coreano Choi e a inclusão a titular de Carlos Daniel. Viu-se também uma equação tática com novas variáveis, como Yannick Semedo a fazer de Rui Sampaio. A equipa ‘carborou’ melhor e criou mais oportunidades para levar os três pontos que poderiam ter valido o regresso ao segundo lugar .

A expetativa em torno do embate não saiu gorada. Logo nos primeiros minutos, assistiu-se a um lance de perigo em cada baliza. O guarda-redes Tiago Maia desviou para canto um remate do aveirense Fábio. Logo depois, em contra ataque, Ragner Paula colocaria Miotti à prova. Na recarga, Ricardinho fez o mais difícil, falhando o alvo.

Ao passar da meia hora o jogo estava a ser bem disputado de parte a parte, com algum ascendente ofensivo dos locais, perante um adversário com linhas mais baixas, a não esconder cautelas defensivas que refreavam os intentos dos seus atacantes habitualmente mais afoitos, como são Ragner Paula, Ricardinho e Filipe Andrade.

Numa (repetida) tentativa de colocar a bola nas costas da defesa do Praiense, Carlos Daniel deixa para trás o central Weliton Matos e tenta um ‘chapéu’ que leva a bola para fora.

No ataque seguinte do Beira-Mar, surge o caso do jogo. O guarda-redes Tiago Maia sai da grande área, ergue um braço para disputar a bola com Choi e o árbitro assinala falta, mostrando vermelho direto perante grande contestação dos visitantes.

Guarda-redes suplente ‘salvador’

A equipa de Francisco Agatão viu-se obrigada a ‘cerrar dentes’ na segunda parte perante um Beira-Mar que iria procurar o golo por todos os meios e feitios.

Num dos primeiros lances de perigo, o jovem guarda-redes Fábio foi mais rápido que Cícero, ajudando a controlar os nervos num duelo com os jogadores da casa mais adiantados que viria a ganhar.

Pouco depois, o guarda-redes não hesitou também a ‘fazer a mancha’ outra vez com o possante ponta de lança pela frente, desmarcado por Choi. Logo de seguida, valeu o corte providencial de Alexsandro Ribeiro para evitar a bola chegar novamente a Cícero, após cruzamento de Adson.

Assistia-se a uma das fases de maior assédio do Beira-Mar, com exuberância técnica a pedir eficácia. Cícero aproveitou um corte de Weliton Matos, mas o remate de primeira saiu mais uma vez por cima.

Fábio continuava atento na baliza, antecipando-se a Cícero após mais uma tentativa de desmarcação de Choi. O central Weliton Matos manteve a muralha defensiva inviolável ao cortar uma assistência de Marko Mitrovic para Carlos Daniel, que poderia ter feito estragos.

Bem mais flagrante, foi a oportunidade criada aos 80m por um remate surpresa de Choi, rasteiro, que o guarda-redes do Praiense defendeu quase por instinto com os pés. Weliton Matos chegou de ‘pronto socorro’ a tempo de afastar para canto.

Quatro minutos depois, mais um canto e novo momento de aperto defensivo para o Praiense quando Breda desvia para a baliza. Mas continuaria a ser Fábio a evitar o pior. Quase sem respirar, o guarda-redes defendeu com dificuldade um remate de Dieguinho.

O Praiense haveria de sentenciar o jogo de uma forma cruel para os locais, numa transição rápida após um alivio defensivo. Ragner Paula recebe do meio campo e assistiu Marcos Silva, que saltou do banco para o remate vitorioso ao minuto 90+3.

O apito final chegou sem que se tenha visto durante quase todo o jogo os atributos dos açoreanos que lhes vale a liderança destacada, também nos golos marcados (41), em mais uma tentativa de promoção.

O Beira-Mar segue agora em quinto lugar com 30 pontos, a par do Benfica de Castelo Branco, que empatou em Águeda a zero.

Fátima (empate caseiro com o Santarém a três golos) e Caldas (igualdade 1-1 no reduto do Fontinhas) dividem o segundo lugar, com 32 pontos.

Resultados e classificação em https://www.zerozero.pt/edition.php?jornada_in=20&id_edicao=135697&fase=129511

Ficha do jogo

Beira-Mar

Gabriel Miotti
João Nogueira (Marko Mitrovic,64m)
Edgar Almeida
Luis Breda
Adson
Yannick Semedo
Fábio Vieira (c) (Diogo Tavares, 84m)
Diego Raposo
Danny Choi
Carlos Daniel (Aparício, 73m)
Cícero

Suplentes:

Hugo Carvalheira
Issac
Fábio Arcanjo
Aparício
Artur
Marko Mitrovic
Diogo Tavares

Treinador: Ricardo Sousa

Praiense

Tiago Maia
Bruno Sousa
Alexsandro Ribeiro
Weliton Matos
Diogo Moniz
Itto Cruz
João Peixoto (c) (Marcos Silva 79m).
Sérgio Teles (Fábio Pimentel, 47m)
Ragner Paula
Ricardinho (Diogo Careca, 84m)
Filipe Andrade

Suplentes:

Fábio Pimentel
Diogo Careca
Magina
Márcio Augusto
Matheus Souza
Marcos Silva

Treinador: Francisco Agatão

Arbitro: Rui Soares (AF de Santarém)

Ação disciplinar:

Cartões amarelos para Weliton Matos (19m), Itto Cruz (63m), Fábio Vieira (69m),
Alexsandro Ribeiro (90+1) , Adson (90+6)
Cartão vermelho para Tiago Maia (42m).

Publicidade, Serviços & Donativos