Fundo Ambiental vai atribuir verbas para combater espécies invasoras aquáticas

669

O Governo, através dos gabinetes do Ministro do Ambiente e da Ação Climática e da Secretária de Estado do Orçamento, autorizou o Fundo Ambiental a assumir os encargos plurianuais associados aos projetos de combate às espécies invasoras exóticas aquáticas, conhecidas genericamente como jacintos-de-água.

Segundo a portaria publicada hoje em Diário da República, os apoios destinam-se ao “financiamento de projetos que visem o controlo, a contenção ou a erradicação” de espécies exóticas invasoras” à escala da bacia ou sub-bacia hidrográfica.

O Rio Vouga e a pateira de Fermentelos são, na região de Aveiro, das zonas mais atingidas pela ‘praga’.

As verbas estarão disponíveis para “planos de ação locais” e também para aquisição de equipamento para o controlo, a contenção ou a erradicação de jacinto-de-água.

A dotação financeira começou a ser atribuída em 2020. Este ano deverão ser encaminhados mais 116.151 euros e no próximo 12.883 anos.

Artigos relacionados

Deputados do BE questionam Câmara de Águeda sobre remoção de jacintos-de-água

Abertas candidaturas para combater ‘praga’ dos jacintos-de-água

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.