“Fiquei desgostoso com o empate” – Ricardo Sousa (treinador do Beira-Mar”

1138
Imagem SCUTV.
Smartfire 728×90 – 1

O treinador do Beira-Mar regressou de Torres Vedras convicto que a sua equipa merecia a vitória e os três pontos que valeriam a liderança da série C do Campeonato de Portugal.

“Foi um jogo difícil, sabíamos disso, é o líder do campeonato. É uma equipa organizada, que gosta de jogar o jogo pelo jogo”, começou por dizer Ricardo Sousa ao fazer para a SCUTV a analise ao jogo disputado este domingo à tarde, que terminou sem golos.

Os aveirenses tiveram de enfrentar percalços por razões físicas e ainda encontraram uma equipa mais defensiva do que é habitual.

“O Torreense abdicou um bocadinho do jogo quando mudou a tática que normalmente usa. Em casa joga em 4x4x2, apareceu com um 4x3x3. É sinal que nos respeitou e guarneceu mais na zona atrasada. Tivemos uma primeira parte atípica, com lesões que obrigaram duas vezes a alterar a ideia de jogo”, acrescentou o técnico aurinegro.

Conquistar um ponto, à partida, poderia ser positivo, mas o desempenho do Beira-Mar depois do intervalo merecia um resultado ainda mais positivo, na leitura de Ricardo Sousa.

“Se no início do jogo me dissessem se queria o empate, eu se calhar assinava por baixo. Na segunda parte, com a demonstração de qualidade da nossa parte, fiquei desgostoso com o empate, queria a vitória. O Torreense teve uma oportunidade 92 m, isto é sinal que controlámos”, referiu.

O treinador terminou lembrando que, apesar da equipa estar nos lugares cimeiros, mantém a primeira meta traçada aquando do início de época e tem muito que melhorar, especialmente no sector atacante.

“Não somos candidatos, mas quem nos quiser ganhar tem correr muito para nos roubar a bola. Falta-nos mais acerto no último zona de criação, mais pragmáticos no último terço do campo, com passe, remate e cruzamentos. Somo uma das poucas que não perdeu, estamos confiantes. Os objetivos não mudam, queremos atingir a manutenção o mais rápido e depois de verá”, concluiu.

“A equipa acusou o esforço” – treinador do Torreense

Tivemos um bom espetáculo, duas equipas a tentar jogar futebol, um jogo atrativo. A nível defensivo, as equipas estiveram muito bem. Fizemos um esforço para bloquear as saídas do Beira-Mar por dentro, tem jogadores com requinte técnico forte e com espaço têm capacidade de decisão.
A primeira parte é nossa, sem por o guarda-redes à prova, mas criámos várias situações para finalizar, três bolas que passam a área em que ninguém toca. Abordámos o jogo para atrair a pressão do Beira-Mar e lançar os nossos extremos. Na segunda parte, não entrámos tão bem. A equipa acusou o esforço. Estamos limitados no meio campo. O Beira-Mar estava melhor, mas ainda tivemos situações. Nesse aspeto, as equipas equivaleram-se. O empate sabe a pouco, porque quisemos ganhar” – André Tomás, treinador do Torreense.

Artigo relacionado

Futebol / CdP: Torreense e Beira-Mar dividiram pontos

Publicidade, Serviços & Donativos