Financiamento PME: porque não deve esperar por 2019

277
Fundadores da Raize.
Dreamweb 728×90 – Video I

Apesar da boa conjuntura económica, o custo do financiamento das empresas deve aumentar já em 2019. Esta pode ser, por isso, uma boa altura para avançar. Neste artigo explicamos porquê.

2018 está a correr bem à economia portuguesa…

Em 2018, a economia portuguesa deve crescer 2.3% e registar níveis historicamente baixos de desemprego e de défice. O Banco de Portugal preparou um pequeno video de 2 minutos sobre a economia portuguesa, cuja visualização aconselhamos. Os indicadores são positivos e têm feito cair o custo do crédito para as empresas.

…mas 2019 deve ser diferente. E o custo do crédito deve aumentar.

As perspetivas para 2019 indicam algumas alterações no enquadramento das empresas o que poderá fazer subir o custo do crédito.

• 2019 vai trazer menos crescimento… O enquadramento macroeconómico previsto pelo Governo aponta para um crescimento de 2.2% (inferior a 2017 e 2018) devido a um abrandamento generalizado da atividade económica. O abrandamento poderá ser superior se continuarmos a verificar uma contração do investimento e do consumo privado. Tipicamente, menores perspetivas de crescimento tendem a piorar o perfil de risco das empresas, o que poderá fazer subir o custo do financiamento.

• O fim das compras de dívida no final de 2018… O Banco Central Europeu já votou o fim do programa de compra de ativos no final de 2018, indicando também que planeia subidas das taxas de juro para 2019. Ambas as tendências poderão fazer subir as taxas de referência do crédito das empresas (Euribor).

• A inflação continua a subir… Nos últimos meses o INE tem registado um aumento da inflação em Portugal. Os valores ainda são relativamente reduzidos (1.0 – 1.5% dependendo dos índices) mas suficientes para incentivarem um aumento gradual do custo do financiamento em 2019.

Não espere por 2019. Faça hoje uma consulta gratuita e sem compromisso e obtenha financiamento com condições competitivas.

Sobre a Raize

A Raize é a bolsa de empréstimos para micro e pequenas empresas, que financia a sua empresa a médio/longo-prazo. Em 2019, temos 50 milhões de euros para investir no futuro das PME portuguesas.

A Raizecrowd, Lda é uma entidade gestora de plataforma de financiamento colaborativo por empréstimo autorizada e supervisionada pela CMVM. Todas as operações de pagamentos, transferência e receção de fundos e cobranças são asseguradas pela Raize Serviços de Gestão, S.A. Sociedade Aberta, uma instituição de pagamentos autorizada e supervisionada pelo Banco de Portugal com o nº 8711, e cotada na Euronext Lisbon.