Festival do Bacalhau alcança estatuto de “maior do país”

344
Av. Fernão Magalhães, Praia da Barra
Dreamweb 728×90 – Video I

“O maior Festival de Bacalhau do país”, assim assumido pelo presidente da Câmara de Ílhavo, tem ´palco´ reservado para a 11ª edição no jardim do Oudinot, Gafanha da Nazaré, de 8 a 12 de agosto, com um amplo programa em que o ´prato principal´ é a gastronomia, mas também muitos outros eventos, incluindo de animação musical.

Uma organização conjunta do município com a Confraria Gastronómica do Bacalhau a que se associam várias coletividades locais que têm a seu cargo uma dezena de restaurantes, entre outros espaços de ´comes e bebes´.

Ao intervir na apresentação do cartaz de 2018, o edil Fernando Caçoilo destacou o “enquadramento” do Festival do Bacalhau enquanto evento turístico. “Naturalmente, que sendo um município de praias, somos visitatados, temos gente de fora, precisamos de oferecer algo atrativo, com espectáculo e lazer, para que as pessoas que estão cá se sintam bem, voltem”, disse.

“Até podemos ser acusados de fazer muitas coisas, mas quero dizer que um município com esta componente turística tem de ter, obviamente, ofertas destas. O que seria do município se não tivesse ? Seria amorfo, não chamaria ninguém”, vincou o presidente da Câmara, apelando, também, ao envolvimento dos privados “em aproveitar estas oportunidades e promover outras, porque não podemos fazer tudo”.

Este ano, depois das presenças da Islância e de Espanha (Galiza), o país convidado é a França, com uma delegação da cidade piscatória de Granville (Normandia), onde também existem tradições bacalhoeiras. O intercâmbio gastronómico, cultural, histórico terá o ponto alto a 10 de agosto.

O Festival do Bacalhau de 2018, que serviu de inspiração ao espumante ´Faina Maior´, volta a contar com a parceria da Rota da Bairrada, este ano apresentando o vinho ´Faina Maior´ (branco e tinto).

Geridos por 15 associações do Município, os 10 restaurantes, dois bares e duas padarias vão servir, espera-se, cerca de 23 mil refeições que representam um consumo na ordem das 12 toneladas de bacalhau e derivados.

Um investimento global de 250 mil euros. Esperam-se 150 mil visitantes. Sem entradas pagas, o festival inclui cerca de 150 ações desde showcooking, degustações, concursos, workshops, oficinas, mostras de artesanato, visitas especiais ao Navio-Museu Santo André, atividades desportivas, espetáculos de diversas artes performativas, concertos, diversão para toda a família e a já reconhecida ´Corrida Mais Louca da Ria´.

O ´Palco Mar´ contará, este ano, com The Black Mamba (dia 8) e HMB (dia 9). A 10 de agosto, anuncia-se uma “celebração única dos ´clássicos´ pelo Quinta do Bill com a Banda dos Bombeiros Voluntários de Ílhavo. Na reta final, Bonga (dia 11) e outro momento emotivo com o ´Tributo a Carlos Paião´, a 12, para encerramento.