Feira já apoia 8 casos por dia de estrangeiros que querem mudar-se para o concelho (Ag. Lusa)

1690
Paços de Concelho de Santa Maria da Feira.
Smartfire 728×90 – 1

“A ideia é passar a mensagem de que queremos brasileiros e venezuelanos a viver, estudar, trabalhar e envelhecer na Feira”, declarou à Lusa o presidente da autarquia, Emídio Sousa.

“O nosso Gabinete de Apoio ao Emigrante é uma referência a nível nacional e já atende uns oito casos por dia, sobretudo ao nível burocrático, porque o mais difícil para alguém que se quer mudar é tratar dos papéis da legalização”, explica (ler artigo).