Estudante da UA brilha no Fraunhofer Portugal Challenge 2018

530
Bio-Radar.
Smartfire 728×90 – 1

Chama-se Bio-Radar e através de ondas rádio permite registar à distância a frequência respiratória humana.

Eficaz, rápido e cómodo para doentes e médicos, o Bio-Radar foi desenvolvido por Carolina Gouveia na tese de Mestrado em Engenharia Eletrónica e Telecomunicações. O projeto acaba de conquistar o 2º lugar na categoria de Mestrado do Fraunhofer Portugal Challenge 2018, adianta o site UA_online (ler artigo).