Estarreja: Suspeito de atear fogos por conflito motivado por partilhas e hábitos de alcoolismo

739
Polícia Judiciária, Aveiro.
Dreamweb 728×90 – Video I

A Polícia Judiciária (PJ) de Aveiro, informa que procedeu à identificação e detenção, do presumível autor dos crimes de incêndio florestal e incêndio, ocorridos recentemente em Avanca, concelho de Estarreja.

“Os incêndios tiveram início através de chama direta, com recurso a um isqueiro e acendalhas”, adianta um comunicado, dando conta que a detenção do suspeito, de 58 anos, ocorreu com a colaboração da GNR local.

“O primeiro incêndio ocorreu num terreno agrícola, tendo sido posto a arder um monte de palha, não atingindo maiores proporções porque os terrenos de cultivo adjacentes não eram propícios à propagação”, refere a PJ.

Entretanto, “mais recentemente, foram incendiados uma vacaria e um armazém agrícola, onde se encontrava uma elevada quantidade de palha e lenha, bem como diversa maquinaria agrícola, que ficaram completamente destruídos pelo fogo”.

Segundo a PJ, o suspeito, que terá agido “num contexto de conflito motivado por partilhas, associado a hábitos de alcoolismo”.

Depois de ser presente às autoridades judiciais da Comarca de Aveiro, acabou por sair em liberdade, ainda que obrigado a apresentações periódicas na GNR e a fazer tratamento de alcoologia.

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.