Erosão costeira: Relocalização do parque de campismo de Cortegaça em fase de projeto de arquitetura

1212
Parque de campismo de Cortegaça, Ovar.
Smartfire 728×90 – 1

A Câmara de Ovar adjudicou, no mês passado, a elaboração de um “estudo prévio de arquitetura” tendo em vista a “relocalização” do parque de campismo de Cortegaça que tem vindo a ser afectado, há vários anos, pelo avanço do mar.

O projeto surge no âmbito da aprovação da candidatura de uma candidatura apresentada ao Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR), já aprovada, de 74.528 euros.

“Estudos de importância estratégica” assume a Câmara Municipal, considerando tratar-se de uma “intervenção futura indispensável para a prevenção da exposição ao risco a pessoas e bens originados pelas alterações climatéricas e erosão costeira”.

O estudo prévio de arquitetura tem um custo de quase 20 mil euros e tem um prazo de elaboração de 150 dias.

A Câmara liderada por Salvador Malheiro aprovou no início do ano uma candidatura ao POSEUR para relocalizar o parque de campismo, mantendo-o em zona florestal, no valor de 1,5 milhões de euros, perspetivando um financiamento comunitário de 85 %.

O projeto prevê um recuo de 600 metros, mas também a requalificação de espaço público envolvente à praia de Cortegaça (estacionamento, zona pedonal, demolições de estruturas ilegais) e um reforço do areal, que tem sido levado pela erosão costeira.

Artigo relacionado

Ovar: Aprovada relocalização do Parque de Campismo de Cortegaça

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.