Eduardo Conde defende desassoreamento nos clubes e associações náuticas da Ria de Aveiro

543
Gafanha da Encarnação (foto jornal Ilhavense).

Eduardo Conde, candidato do Partido Socialista à presidência da Câmara Municipal de Ílhavo, considera justa a reivindicação de integração de uma solução, que envolva comparticipação com financiamento público, para as marinas dos clubes e associações náuticas na ação de desassoreamento em curso, tendo em conta a importância da atividade ali desenvolvida para a economia da região que aproveita a todos os agentes públicos e privados que preservam e potenciam as mais-valias da Ria de Aveiro.

Os dirigentes e autarcas do Partido Socialista, entre eles Sérgio Magueta, candidato do PS à presidência daquela Junta de Freguesia, reforçaram essa constatação em contacto recente que tiveram com a Associação Náutica da Gafanha da Encarnação, no âmbito do Roteiro das Freguesias na Gafanha da Encarnação, realizado durante os últimos dias. Aquela iniciativa havia sido cancelada no final do ano passado, em face das restrições decretadas no âmbito do combate à propagação da COVID-19.

Os dirigentes e autarcas do PS/Ílhavo reuniram com os dirigentes do Agrupamento de Escuteiros Marítimos da Costa Nova, do Clube Associação de Pais da Gafanha da Encarnação, da Associação Náutica da Gafanha da Encarnação, e também com um grupo de cidadãos que reivindicam a elaboração do plano de pormenor da frente-ria previsto para aquela freguesia, a sul da Estufa.

A direção do PS promoveu aqueles encontros com o objetivo de tomar contacto com as preocupações prementes da população e das coletividades, bem como dialogar sobre os desafios que se colocam àquele território.

Naqueles encontros, os socialistas reforçaram a convicção de que aquela freguesia precisa de um novo ímpeto para o desenvolvimento dos territórios da Gafanha da Encarnação e da Costa Nova, e que isso só se consegue com uma mudança na governação da Junta de Freguesia e da Câmara Municipal, que se têm constituído como forças de bloqueio, ao invés de impulsionadores, de melhores condições de trabalho para as associações; melhor ordenamento do território que garanta oportunidades de investimento e fixação de famílias; e atenta intervenção social junto dos mais carenciados.

O PS/Ílhavo considera que a formulação das suas propostas, de forma condizente com as reais necessidades das comunidades, depende de uma postura de permanente proximidade com as forças vivas do concelho, sendo ainda mais oportuna esta forma de atuar em função dos graves constrangimentos sociais que a crise pandémica provoca.

PS de Ílhavo

Publicidade, Serviços & Donativos