Desassoreamento da Ria pode condicionar utilização balnear da praia do Areínho

1303
Praia do Areinho, Ovar.

Apesar de ter sido distinguida com Bandeira Azul, ainda não é certo que a praia do Areínho, na ria de Aveiro, em Ovar, possa funcionar como zona balnear já no próximo Verão.

O presidente da Câmara garantiu a “qualidade ambiental” da sexta praia do concelho vareiro a receber o galardão da Associação da Bandeira Azul da Europa (ADAE), no entanto o início dos trabalhos de desassoreamento do canal de Ovar poderá condicionar a sua utilização pelos banhistas.

Um esclarecimento prestado na última reunião do executivo na sequência de questões colocadas pelos vereadores do PS.

“Conhecendo todos nós as péssimas condições ambientais da água da Ria, por causa do seu assoreamento, é legítimo que fique com algumas dúvidas sobre a forma como é feita a avaliação e a respetiva aplicação dos critérios”, alertou Vitor Amaral, porta voz dos socialistas, questionando o plano de investimento na praia “de forma a que se possa cumprir a gestão ambiental e equipamentos, segurança e serviços”.

Segundo o resumo da reunião apresentado pelo PS, o líder da edilidade, Salvador Malheiro, adiantou na resposta que associação internacional que atribui a Bandeira Azul fez visitas ao local e que os vários exames e análises da água “deram resultados satisfatórios e de qualidade ambiental.”

“O presidente reforçou ainda a informação inicialmente dada, sobre o possível encerramento da praia este ano, que o Areínho tem condições, que foram aferidas, para a sua abertura, mas que a obra de desassoreamento da Ria poderá colocar em causa essas condições, razão porque a situação será monitorizada e analisada”, relata o eleito socialista Vitor Amaral.

Publicidade, Serviços & Donativos