“Denúncias” levaram ASAE a apreender produtos de origem animal sem identificação em Ílhavo

699
Entreposto em Ílhavo alvo da ASAE.
Dreamweb 728×90 – Video I

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) apreendeu em Ílhavo “produtos de origem animal sem qualquer marca de identificação, para posteriormente serem colocados no mercado”, que poderiam render, na venda, 33.150 euros.

Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o jornal online NotíciasdeAveiro.pt gratuito.

Os inspetores da Brigada Especializada das Indústrias de Produtos de Origem Animal atuaram “na sequência de denúncias” que motivaram “investigações a um entreposto frigorífico” naquele concelho.

“Durante a operação, foi possível verificar que o entreposto armazenava os produtos de origem animal sem qualquer marca de identificação, para posteriormente serem colocados no mercado”, refere a ASAE.

Da ação resultou a instauração de um processo contraordenacional por falta de rastreabilidade de géneros alimentícios e a apreensão de 5.140 kg de produtos da pesca congelados.

A ASAE conclui garantindo que “continuará a desenvolver ações de fiscalização, no âmbito das suas competências, em todo o território nacional, em prol da sã e leal concorrência entre operadores económicos, na salvaguarda da segurança alimentar e saúde pública dos consumidores”.

Siga o canal NotíciasdeAveiro.pt no WhatsApp.

Publicidade e serviços

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais no jornal online NotíciasdeAveiro.pt, assim como requisitar outros serviços. Consultar informação para incluir publicidade online.