Cubrima: Piscinas para mergulhar todo o ano

1425
Cobertura de piscinas Cubrima.
Dreamweb 728×90 – Video I

“Até antes de ter uma piscina em vista, o melhor é pensar sempre em tratar da cobertura também” para desfrutar do recinto durante todo o ano, com a maior segurança, higiene e custos de manutenção inferiores.

Este é o conselho que Paulo Neves, do departamento comercial da Cubrima, deixa aos seus potenciais clientes, que repete enquanto atende visitantes por estes dias no seu stand instalado na concorrida Feira de Março, em Aveiro.

Paulo Neves, Cubrima.

A empresa espanhola, localizada na Galiza, foi “criada há cerca de 15 anos a pensar em ser diferente” no fabrico de coberturas e vedações para piscinas e terraços, afirmando-se pela possibilidade de desenvolver “projetos personalizados”. Além disso, compromete-se com “um produto da mais alta qualidade”, em que emprega “materiais de elevada durabilidade, com uma boa integração das coberturas e vedações no ambiente, permitindo a redução dos custos de manutenção.” “Através de soldadura, por exemplo, temos uma estrutura com maior resistência, do que quando são aplicados parafusos. Além disso, o vidro laminado é um ponto de honra nosso, nada de acrílicos, dando maior segurança e com garantia da mesma transparência a longo prazo”, afirma Paulo Neves. “A nossa empresa é especializada em fazer coberturas à medida, fazemos a adaptação ao que existe. 90% do nosso trabalho é ‘fato à medida’, é aí que nos diferenciamos”, sublinha o responsável comercial que percorre todo o país em missão de vendas.

“Coberturas de grande dimensão” e mais valia para o alojamento rural

A Cubrima também trata de “coberturas de grande dimensão”. Em Sevilha, deu nova vida a uma piscina municipal. Um exemplo que espera replicar em Portugal, em parques de campismo por exemplo. O mercado hoteleiro e do alojamento local, especialmente casas rurais, são outros grandes alvos para oferecerem uma mais valia no serviço aos clientes. “Ter oito a nove meses de utilização de piscina, por estar coberta, incrementa seis a oito graus na temperatura da água e oito a dez graus na temperatura ambiente para dias fresquinhos e de chuva”. Um investimento que “pode ser a diferença entre ter 50 e 70 % de taxa de ocupação, uma mais valia”. Uma piscina coberta em casa permite também uma utilização bem mais alargada do “que ir meia dúzia de vezes, a qualquer hora e nem precisa de ser verão”. “Também não obriga a renovar as águas constantemente, mesmo que não utilize de Inverno. Não gasta tanta água, nem tem tantos custos na limpeza”, refere Paulo Neves (ouvir abaixo).

A Cubrima possui, igualmente, “várias soluções, por exemplo, para tapar a piscina e ampliar o espaço coberto, com uma plataforma que fecha, para outros fins, como festas.” Valores para coberturas ? “Com IVA, a partir de 9 mil euros”. O atendimento é feito sempre pessoalmente e o trabalho de instalação por equipas próprias e com dez anos de garantia.
A Cubrima vai ter na zona de Santa Maria da Feira até ao Verão uma sala de exposições para apoiar as vendas. A partir do site ou Facebook existe informação e o pedido de contacto tem resposta, inclusivamente com visita ao local. “É a melhorar forma de saber o que cliente quer, dar conta de soluções possíveis e orçamentos”, afirmou Paulo Neves, lembrando que a empresa trabalhar com “perfis próprios e certificados”.

Produtos

Cobertura apoiada
Grandes dimensões
Cobertura alta telescópica
Cobertura coverseal
Covertura alta fixa
Cobertura alta telescópica easy
Cobertura baixa
Cobertura transitável
Cobertura plana
Fecho de alpendes
Cortina de vidro
Pérgolas e tetos motorizados

Ligações para mais informação

Web » https://cubrima.pt/

Facebook » https://www.facebook.com/www.cubrima.es

Publicidade, serviços e donativos

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços em NotíciasdeAveiro.pt.

Aceder a plataforma online.

O Notícias de Aveiro tem canais próprios para informação não jornalística como é o caso deste artigo »» ler estatuto editorial.