Covid-19: Mais de metade dos óbitos do Centro são no ACeS do Baixo Vouga

9672
Tenda da Cruz Vermelha, Hospital de Aveiro.
Smartfire 728×90 – 1

Sete dos 13 óbitos registados até à meia noite de ontem por Covid-19 na Região Centro do País dizem respeito ao Agrupamento de Centros de Saúde do Baixo Vouga (ACeS), que abrange Águeda, Albergaria-a-Velha, Anadia, Aveiro, Estarreja, Ílhavo, Murtosa, Oliveira do Bairro, Ovar, Sever do Vouga e Vagos, apurou NoticiasdeAveiro.pt.

Ovar, concelho em ‘cerca sanitária’ e estado de calamidade declarado, com 119 infetados (dois óbitos conhecidos), aparece como o quinto concelho mais problemático em termos nacionais.

Aveiro, com 46 casos, é o segundo concelho do ACeS do Baixo Vouga com mais infetados, segundo o mais recente boletim epidemiológico que foi divulgado hoje pela Direção Geral de Saúde (DGS). No ranking nacional surge em 12 lugar.

Ainda no que toca ACeS do Baixo Vouga, destaca-se o concelho de Albergaria-A-Velha, com 21 infetados, número a que não será alheia a situação vivida numa residência sénior da freguesia da Branca, onde faleceu uma otogenária com Covid-19.

Publicamente, além da idosa de Albergaria e dos dois casos de Ovar, foram divulgadas apenas mais duas mortes nos concelhos da Murtosa e Oliveira do Bairro.

Santa Maria da Feira, que pertence à Administração Regional de Saúde do Norte (ARSN), onde está a funcionar um centro de rastreios, surge com 45 casos.

S. João da Madeira, também da ARSN, tem uma morte confirmada.

Até à meio noite de ontem estavam infetadas 3544 pessoas no País (mais 549) e o número de óbitos passou a 60 (mais 17 que no dia anterior).

Na região Centro, estavam confirmados 435 casos, 13 óbitos (mais três) e oito pessoas recuperadas.