Covid-19: Estado de calamidade de Ovar acompanha emergência nacional / Lar de Estarreja com 26 infetados

1659
Hospital de campanha na Arena Dolce Vita.
Dreamweb 728×90 – Video I

O número oficial de infetados pelo covid-19 no concelho de Ovar “cresceu bastante” esta quinta-feira, informou o presidente da Câmara local, apontando para 342 (mais 133 se for tida em conta a informação prestada pela Direção-Geral da Saúde em relação ao dia de ontem).

O concelho registou também mais um óbito, de uma pessoa do sexo masculino, passando a 14. Existem cinco pessoas recuperadas da doença.

Salvador Malheiro, no seu balanço diário, comentou também a prorrogação do estado de emergência no País, manifestando concordância com a necessidade de “medidas muito arrojadas para tentar vencer esta crise que está longe de ser controlada”.

Em Ovar, era aguardada, também, a decisão do Conselho de Ministros relativamente à manutenção do estado de calamidade e da ‘cerca sanitária’, que merece acordo do edil “para não deitar por terra o esforço e trabalho feito” nas últimas duas semanas. Além disso, a situação local “ainda é de algum descontrolo, precisamos de fazer muitos testes, ainda que hajam alguns indícios positivos”.

Salvador Malheiro considera ser necessário atender, contudo, os pedidos de empresas locais que “estão a sofrer mais do que as outras, por estarem encerradas” criando “um corredor para expedir o produto final e receber matéria prima para minimizar prejuízos”. No plano das necessidades básicas, foi pedido ao Governo a autorização para a restauração funcionar com ‘take away’.

Na vertente da assistência de cuidados de saúde, o hospital de campanha, depois de “um trabalho logístico extraordinário” da proteção civil e do INEM, ainda aguarda a chega de equipas de enfermeiros, médicos e assistentes operacionais.

Em Estarreja, chegaram os resultados dos testes realizados na terça-feira no lar Vida Nova, em Pardilhó, tendo sido confirmados 26 infetados, entre 35 testes realizados a utentes (23) e aos funcionários cujo resultado anterior tinha sido inconclusivo.

“Os 19 utentes agora confirmados estão estáveis, a maioria não tem sintomas e o seu estado não requer internamento”, informou o presidente da edilidade, adiantando que os idosos vão permanecer no lar com os cuidados de isolamento já em prática e acompanhamento por uma equipa médica e de enfermagem. Esta sexta-feira, as instalações serão alvo de uma descontaminação.

Um utente do lar faleceu no hospital vítima de Covid-19.

Ao final da tarde, a autoridade de saúde contabilizava nos 11 municípios do Agrupamento de Centros de Saúde (ACeS) do Baixo Vouga 678 infetados, sendo sete dezenas profissionais de saúde, com 2220 pessoas em vigilância ativa.

O número de óbitos subiu de 30 para 32. 14 em Ovar, oito em Aveiro, quatro em Albergaria-A-Velha, dois em Estarreja, um na Murtosa, um em Oliveira do Bairro, um Sever do Vouga e um em Ílhavo (Informação ao minuto Covid-19 na RTP).

Publicidade, Serviços & Donativos