Coronavírus Covid-19: Medidas preventivas da Igreja Diocesana

2100
Igreja da Sé de Aveiro.

A Diocese de Aveiro informou hoje, através de uma nota episcopal do Bispo D. António Moiteiro, que as celebrações das Eucaristias, dos sacramentos e dos funerais “para já, decorrerão na forma habitual”, recomendando, ainda assim, que sejam tomadas as precauções amplamente divulgadas pelas autoridades de saúde para prevenir e conter o surto de Codiv-19.

No que diz respeito à catequese, as paróquias devem seguir as orientações das escolas locais. “Somente se estas fecharem, é que se justifica o encerramento da catequese”.

Quanto às Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) da Igreja, a Diocese pede que sejam aplicadas as normas emanadas das delegações de saúde.

Já as visitas às casas de doentes e idosos, grupos vulneráveis, “serão reduzidas ao mínimo indispensável, mantendo-se, por enquanto e até se julgar razoável, a comunhão dominical ministrada pelos ministros extraordinários da comunhão, que tomarão as devidas precauções sanitárias, bem como o sacramento da Unção dos Doentes, quando requerido com urgência, e também o Viático”, recomenda a Diocese.

As confissões quaresmais, a título excecional, não serão feitas individualmente. “No que diz respeito às cerimónias da Semana Santa daremos, segundo o evoluir da situação, indicações posteriores”, refere o Bispo de Aveiro.

Eram já conhecidas orientações emanadas da Conferência Episcopal Portuguesa para os crentes não darem o abraço da paz na celebração da Eucaristia, a comunhão ser na mão e não na boca e, entre outras, não utilizar água benta nas pias das igrejas e capelas e, nas concelebrações.

Publicidade, Serviços & Donativos

Comercio 780